Petróleo WTI fecha em forte baixa em Nova York

Nova York, 2 nov (EFE).- O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta sexta-feira em baixa de 2,56%, cotado a US$ 84,86 por barril, depois que os Estados Unidos retiraram de maneira temporária a limitação da entrada de navios de comércio estrangeiros para que mais petroleiros do Golfo do México forneçam o produto às áreas do leste do país afetadas por "Sandy".

No fechamento da última sessão da semana na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do WTI para entrega em dezembro, os de mais próximo vencimento, caíram US$ 2,23 frente ao preço de fechamento da quinta-feira.

O "ouro negro" registrou essa forte queda depois que a secretária de Segurança Nacional de EUA, Janet Napolitano, anunciou a decisão que busca "eliminar um obstáculo potencial para a importação de combustível adicional para a região prejudicada pela tempestade".

A decisão influiu mais sobre o preço do petróleo que a difusão de bons dados macroeconômicos nos EUA, como a criação de 171 mil postos de trabalho em outubro (muito superior aos 125 mil que tinham previsto os analistas) ou o aumento de 4,8% dos pedidos a fábricas em setembro.

Assim, o WTI acumula uma queda de 1,64% em uma semana marcada pela tempestade "Sandy", que inclusive provocou o fechamento do mercado físico onde a matéria-prima é cotada.

Por outro lado, os contratos de gasolina com vencimento em dezembro caíram US$ 0,06, fechando a US$ 2,57 por galão (3,78 litros), de modo que esta semana acumulam forte queda de 4,4%.

Enquanto isso, os de gasóleo para calefação também para entrega em dezembro baixaram US$ 0,09 e fecharam a US$ 2,94 por galão, de modo que caíram 4,8% na semana.

Os contratos de gás com vencimento em dezembro caíram US$ 0,14 e fecharam a US$ 3,55 por cada mil pés cúbicos, embora durante os últimos cinco dias tenham acumulado alta de 4,4%. EFE

Carregando...