Petróleo volta a operar em baixa

Os contratos futuros de petróleo operam em baixa, após fechar em níveis altos o pregão de quarta-feira (30). O brent havia iniciado o dia no valor de abertura mais alto deste ano, a US$ 114,91 por barril, e as últimas estimativas semanais mostram que o montante de capital especulativo no mercado - ou seja, apostas em uma alta dos preços - aumentou 11,5%.

Mas Julian Jessop, analista da Capital Economics, afirmou que esse nível pode se transformar em uma má notícia. "Os preços altos do petróleo são bons para os produtores no curto prazo, mas no longo prazo encorajam os consumidores a se tornarem mais eficientes no consumo de energia e na busca de alternativas", o que pode levar a uma queda nos preços, disse.

Segundo a Capital Economics, o brent terminará 2013 abaixo de US$ 100 o barril e atualmente o preço está em níveis onde um ajuste é possível. "Certamente eu não esperaria que o brent fique acima de US$ 120 por barril por muito tempo", comentou Jessop.

Além dos aspectos específicos do mercado de petróleo, os preços também são influenciados pelo tom negativo generalizado nos mercados financeiros mais amplos. A primeira contração da economia dos EUA desde 2009 e observações pessimistas do Federal Reserve sobre o crescimento do país, ambas divulgadas ontem, colaboram para a queda dos contratos.

Às 9h38 (de Brasília), o petróleo para março caía 0,30% na Nymex, para US$ 97,65 por barril, enquanto o brent recuava 0,13% na ICE, para US$ 114,75 por barril. As informações são da Dow Jones. - danielle.chaves@estadao.com)

Carregando...