Mercado fechará em 2 h 22 min
  • BOVESPA

    103.849,85
    -3.885,16 (-3,61%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.806,84
    -213,21 (-0,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,17
    +0,67 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.793,80
    +11,90 (+0,67%)
     
  • BTC-USD

    61.143,08
    -2.282,26 (-3,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.454,07
    -48,97 (-3,26%)
     
  • S&P500

    4.540,72
    -9,06 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    35.639,62
    +36,54 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.326,25
    -152,50 (-0,99%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6293
    +0,0483 (+0,73%)
     

Petróleo encosta em US$ 85 com demanda em alta e oferta apertada

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O petróleo Brent se aproximou de US$ 85 o barril em meio à crise global de energia que aumenta a demanda na Europa e na Ásia antes do inverno no hemisfério norte.

Most Read from Bloomberg

Os futuros do Brent chegaram a subir 2,7%, para o nível mais alto desde outubro de 2018. Os preços globais de combustíveis como carvão e gás natural sobem diante da redução dos estoques antes da temporada de maior demanda por aquecimento, o que leva à procura por derivados de petróleo como diesel e querosene.

A oferta aperta rapidamente já que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados mantêm os planos de repor a produção de forma gradual. A estrutura de preços do mercado também envia sinais de ganhos, com a diferença entre os contratos para entrega em novembro e dezembro em Nova York ampliada para o maior nível em mais de dois anos, o que indica estoques em baixa no centro de armazenamento de Cushing, Oklahoma.

“Definitivamente, há esse temor de que o lado da oferta venha a secar”, disse Fiona Cincotta, analista sênior de mercados financeiros do City Index. Mesmo com a Opep repondo a oferta, isso não “terá necessariamente um grande impacto em esfriar o preço do petróleo. O petróleo rumo a US$ 90 está claramente à vista”.

O petróleo Brent avançou cerca de 20% desde meados de agosto com o agravamento da crise de energia. A Saudi Aramco estima que a escassez de gás já aumentou a demanda por petróleo em cerca de 500 mil barris por dia, enquanto o Citigroup projeta que o volume possa atingir cerca de 1 milhão por dia em um cenário altista.

O Citi elevou sua estimativa de preço do Brent neste trimestre para US$ 85 o barril, podendo chegar a US$ 90 em alguns períodos, devido à “maior demanda, oferta perdida, troca de gás por petróleo e contágio de preços neste inverno”, de acordo com um relatório.

Ainda assim, há possibilidade de que os sinais de desaceleração do crescimento global - em parte por causa dos maiores preços da energia - aliviem parte da pressão da demanda sobre o petróleo. O Goldman cortou as previsões para o crescimento da economia dos EUA neste ano e no próximo devido ao atraso da recuperação dos gastos do consumidor. A crise de energia na China e na Índia também pode levar a um desaquecimento econômico na Ásia.

Most Read from Bloomberg Businessweek

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos