Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.252,94
    +216,49 (+1,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Petróleo supera US$ 120 com estoques baixos e demanda forte

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

(Bloomberg) -- O petróleo saltou para mais US$ 120 o barril em Nova York e atingiu o nível mais alto em três meses após dados do governo americano mostrarem queda de estoques em meio a uma crise global de oferta.

O West Texas Intermediate, petróleo de referência dos EUA, chegou a subir 2.4% para $122.23 o barril. Os estoques do maior centro de armazenamento do país em Cushing, no estado de Oklahoma, caíram 1,59 milhão de barris na semana passada, segundo relatório da Energy Information Administration na quarta-feira. Os estoques de gasolina também caíram, enquanto a demanda aumentou.

O relatório de estoques do governo desta semana mostrou “melhora na demanda implícita de gasolina de volta às médias de 5 anos”, disse Rebecca Babin, operadora sênior de energia da CIBC Private Wealth Management. “Tanto os fatores técnicos quanto os fundamentos foram positivos esta manhã”, disse ela, observando que o WTI parece se sustentar a US$ 120, um nível que não conseguiu manter na semana passada.

A perspectiva de melhora da demanda chinesa significa que os preços do petróleo podem continuar subindo, disse o ministro da energia dos Emirados Árabes Unidos. A quantidade de petróleo que os produtores podem adicionar ao mercado “não é muito animadora”, acrescentou Suhail Al-Mazrouei, destacando as preocupações com a baixa capacidade ociosa no mercado de petróleo.

Os comentários vieram depois que bancos como Goldman Sachs e Morgan Stanley enfatizaram previsões de preços mais altos nos próximos meses.

A redução dos estoques de produtos refinados no início do verão no hemisfério norte ressalta uma situação de oferta fundamentalmente apertada. A média de quatro semanas para a demanda de gasolina nos EUA subiu para 9 milhões de barris por dia pela primeira vez este ano após o fim de semana do Memorial Day, que marca o início tradicional da temporada de viagens de verão no país. A demanda aumenta mesmo quando o preço médio nacional da gasolina, já recorde, se aproxima de US$ 5 o galão.

Os preços do diesel disparam mais ainda, com o resto do mundo contando com os EUA para fornecer o produto petrolífero mais usado na Europa. Uma medida da UE para proibir compras de produtos petrolíferos refinados russos nos próximos meses exacerba o aperto do mercado.

More stories like this are available on bloomberg.com

©2022 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos