Mercado abrirá em 8 h 27 min
  • BOVESPA

    130.207,96
    +766,93 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.029,54
    -256,92 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,13
    +0,25 (+0,35%)
     
  • OURO

    1.866,80
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    40.458,04
    +1.340,38 (+3,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.013,16
    +44,32 (+4,57%)
     
  • S&P500

    4.255,15
    +7,71 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.393,75
    -85,85 (-0,25%)
     
  • FTSE

    7.146,68
    +12,62 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    28.622,75
    -219,38 (-0,76%)
     
  • NIKKEI

    29.450,70
    +288,90 (+0,99%)
     
  • NASDAQ

    14.143,00
    +18,25 (+0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1472
    +0,0157 (+0,26%)
     

Petróleo sobe, mas preocupações com Covid-19 limitam ganhos

·1 minuto de leitura
Operações de extração de petróleo no Texas, nos Estados Unidos

Por Jessica Resnick-Ault

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo avançaram nesta sexta-feira, revertendo parte das fortes perdas da véspera, diante de uma alta nos mercados acionários e da desvalorização do dólar, embora os ganhos tenham sido limitados pela situação do coronavírus na Índia, importante país consumidor da commodity.

A Colonial Pipeline, dos Estados Unidos, informou na noite de quinta-feira que havia reiniciado todo seu sistema de oleodutos, retomando entregas a todos os seus mercados, depois de dias com operações paralisadas na sequência de um ataque cibernético.

Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em alta de 1,66 dólar, ou 2,48%, a 68,71 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) avançou 1,55 dólar, ou 2,43%, para 65,37 dólares o barril.

Ambos os contratos haviam perdido cerca de 3% na quinta-feira.

As ações globais subiram e o dólar caiu nesta sexta-feira, depois que autoridades do Federal Reserve (banco central dos EUA) disseram que não há qualquer ação iminente para um aperto da política monetária da maior economia do mundo.

Como o petróleo é negociado em dólares, a desvalorização da moeda norte-americana deu suporte à commodity, já que a torna mais barata para detentores de outras moedas.

(Reportagem adicional de Jessica Jaganathan, em Cingapura, e Ahmad Ghaddar, em Londres)