Mercado fechará em 3 h 19 min
  • BOVESPA

    115.117,84
    -549,94 (-0,48%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.415,92
    +264,54 (+0,59%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,61
    +0,39 (+0,62%)
     
  • OURO

    1.777,50
    -20,40 (-1,13%)
     
  • BTC-USD

    51.105,09
    +1.669,89 (+3,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.022,90
    +28,24 (+2,84%)
     
  • S&P500

    3.881,64
    -43,79 (-1,12%)
     
  • DOW JONES

    31.732,82
    -229,04 (-0,72%)
     
  • FTSE

    6.657,94
    -1,03 (-0,02%)
     
  • HANG SENG

    30.074,17
    +355,93 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.168,27
    +496,57 (+1,67%)
     
  • NASDAQ

    13.097,75
    -204,25 (-1,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7100
    +0,1395 (+2,12%)
     

Petróleo sobe com expectativa de estímulos e oferta mais apertada sob Biden

Laila Kearney
·1 minuto de leitura
Bombeamento de petróleo no condado de Loving, Texas (EUA)

Por Laila Kearney

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo avançaram nesta quarta-feira, apoiados por expectativas de que o governo do novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, entregue estímulos econômicos substanciais, elevando a demanda por combustíveis, e dê início a políticas que limitariam a oferta de petróleo.

Empossado nesta quarta, Biden deve tomar medidas imediatas que poderiam restringir a atuação da indústria de petróleo norte-americana, incluindo um plano para reintegrar os EUA ao acordo climático de Paris, o cancelamento de uma permissão para o oleoduto Keystone XL e a suspensão de planos de exploração no Ártico.

O petróleo Brent fechou em alta de 0,18 dólar, a 56,08 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) avançou 0,26 dólar, para 53,24 dólares o barril.

Na terça-feira, a indicada de Biden para a Secretaria do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, pediu para os congressistas do país "agirem grande" nos gastos em alívio à pandemia de coronavírus, o que deu impulso aos preços do petróleo.

"Há novas expectativas em relação aos estímulos --há simplesmente um bom humor nos mercados em geral, um senso de avanço, de que a demanda vai se recuperar", disse John Kilduff, sócio da Again Capital em Nova York.

"Acho que a administração Biden está deixando claro em seu primeiro dia que há um novo xerife na cidade e vamos voltar às políticas pró-energia verde e anti-combustíveis fósseis", disse Phil Flynn, analista da Price Futures Group em Chicago.

"Isso vai significar preços mais altos e o mercado está começando a precificar essa realidade."

(Reportagem adicional de Alex Lawler em Londres, Sonali Paul em Melbourne e Shu Zhang em Cingapura)