Mercado abrirá em 33 mins
  • BOVESPA

    112.282,28
    +2.032,55 (+1,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.338,34
    +510,21 (+1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,75
    -0,48 (-0,66%)
     
  • OURO

    1.774,40
    -4,40 (-0,25%)
     
  • BTC-USD

    43.561,34
    +1.443,98 (+3,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.090,69
    +50,21 (+4,83%)
     
  • S&P500

    4.395,64
    +41,45 (+0,95%)
     
  • DOW JONES

    34.258,32
    +338,48 (+1,00%)
     
  • FTSE

    7.074,94
    -8,43 (-0,12%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.248,75
    +85,25 (+0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1830
    -0,0258 (-0,42%)
     

Petróleo para cima e minério de ferro para baixo.

·2 minuto de leitura

O gráfico semanal do minério de ferro mostra como o ativo vem sendo depreciado nas últimas nove semanas. Desde o topo, o preço já recuou aproximadamente 46%, ou seja, já perdeu quase metade do valor.

Pela análise técnica, é possível dizer que o movimento de queda irá cessar nas próximas semanas, pois o ativo alcançou uma região de suporte importante. Conforme observado no gráfico abaixo, a linha azul representa o alvo de 100% do retângulo formado no topo, e também foi uma região de resistência em setembro de 2020, fazendo com que agora se comporte como uma região de suporte.

O gráfico diário mostra que a queda de hoje, 15 de setembro, levou o preço abaixo do suporte, mas houve defesa, fazendo o ativo subir e permanecer acima da linha azul. A expectativa é que o movimento de queda pare, fazendo com que o preço ande de lado por algum tempo e talvez até volte a subir.

O petróleo indica alta.

O petróleo no gráfico diário apresenta sinais de que pode voltar a subir, buscando o topo formado no início de julho. O preço do ativo ficou por 14 dias andando de lado dentro das retrações de todo o movimento de queda que ocorreu em julho e agosto. Porém esta semana iniciou um movimento de alta e segue subindo, já tendo rompido o último topo.

Uma vez que o ativo tenha saído das retrações rompendo a consolidação para cima, é esperado que o mesmo busque o topo. Esta hipótese também ganha força, pois a média móvel de 200 períodos, a linha branca abaixo das barras, está com uma bela inclinação ascendente, mostrando que a tendência primária é mesmo de alta.

E o que isso influencia para o Brasil.

Com a queda recente do minério de ferro, a Vale, que é a empresa de maior peso no Ibov, também vem caindo, afetando deste modo toda a bolsa brasileira. Caso a commodity não perca mais valor, é provável que o mesmo acontecerá com a Vale.

Com o petróleo subindo, a Petrobrás, que também tem bastante peso no Ibov, ganha força para ajudar a levar o mercado brasileiro para cima. É claro que tudo isso depende do cenário político, pois nos últimos dias, mesmo com o petróleo subindo, o preço da Petrobrás não se alterou, visto que existem rumores de que o governo quer interferir no preço dos combustíveis.

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos