Petróleo opera em queda com demanda fraca

Os contratos de petróleo seguem em queda, em meio à cautela dos investidores e às preocupações com a saúde da economia global. A Agência Internacional de Energia (AIE) afirmou em um relatório que a fraca economia global provavelmente limitará a demanda pela commodity no próximo ano.

Ole Hansen, diretor de estratégia de commodities do Saxo Bank, disse esperar que o petróleo tipo brent opere dentro da faixa de US$ 105 a US$ 110 por barril, contido pelos receios com o abismo fiscal nos EUA. "Até que haja um acordo de alguma forma, o mercado vai operar de modo cauteloso", afirmou Hansen.

O abismo fiscal (fiscal cliff) refere-se a uma série de cortes de gastos e aumentos de impostos que entrarão automaticamente em vigor no começo do ano que vem caso não haja acordo no Congresso dos EUA para reduzir o déficit orçamentário norte-americano em US$ 1,2 trilhão ao longo da próxima década.

A zona do euro também enfrenta incertezas depois de os ministros de Finanças da zona do euro, o Eurogrupo, adiarem na segunda-feira (12) uma decisão sobre o fornecimento da próxima parcela de 31,5 bilhões de euros (US$ 40,1 bilhões) em ajuda para a Grécia. Com isso, o euro se enfraqueceu diante do dólar, tornando os contratos denominados na moeda norte-americana mais caros para portadores de outras divisas.

Às 9h28 (pelo horário de Brasília), o petróleo para dezembro negociado na Nymex caía 0,70%, para US$ 84,97 o barril, enquanto o brent para dezembro recuava 0,94% na ICE, para US$ 108,05 o barril. As informações são da Dow Jones.

Carregando...