Petróleo opera em forte baixa após ata do Fed

Os contratos de petróleo operam em forte baixa nesta sexta-feira, após o Federal Reserve, o banco central dos EUA, sugerir em ata publicada nesta quinta-feira (3) que seus esforços de estímulo podem ser retirados mais cedo do que se imaginava.

A ata da última reunião de política monetária do Fed revelou que os membros do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) estudam quando devem interromper os programas de compras de bônus da instituição, com alguns defendendo a suspensão imediata dos estímulos e outros sugerindo que o esquema permaneça em vigor até o final do ano.

De modo geral, os investidores consideram que medidas de relaxamento monetário sustentam os preços do petróleo.

Além disso, a valorização do dólar ante o euro esta semana tem afetado em parte o interesse em potencial de investidores por commodities, segundo Ole Hansen, chefe de estratégias para commodities do Saxo Bank.

Outro fator que deve influenciar os contratos hoje é o relatório de emprego dos EUA referente a dezembro, que será divulgado às 11h30 (de Brasília).

"O relatório vai causar algum movimento porque sairá logo após a ata do Fomc", comentou Hansen. "Se o dado (de criação de vagas) for surpreendentemente bom, crescerá a expectativa dos mercados de que o Fed vai suspender o relaxamento quantitativo antes do esperado."

Às 9h27 (de Brasília), o petróleo para fevereiro negociado na Nymex caía 1,29%, para US$ 91,72 por barril, enquanto o brent para fevereiro recuava 1,28% na ICE, para US$ 110,71 por barril. As informações são da Dow Jones.

Carregando...