Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.264,96
    +859,61 (+0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.315,69
    -3,88 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,75
    +0,09 (+0,12%)
     
  • OURO

    1.785,00
    +2,10 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    32.713,11
    -2.658,44 (-7,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    788,35
    -61,99 (-7,29%)
     
  • S&P500

    4.224,79
    +58,34 (+1,40%)
     
  • DOW JONES

    33.876,97
    +586,89 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.062,29
    +44,82 (+0,64%)
     
  • HANG SENG

    28.450,48
    -38,52 (-0,14%)
     
  • NIKKEI

    28.679,49
    +668,56 (+2,39%)
     
  • NASDAQ

    14.135,00
    +5,00 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9669
    -0,0084 (-0,14%)
     

Petróleo opera em queda com preocupações sobre nova onda de covid-19

·1 minuto de leitura

Preços seguem presos a faixa próxima de US$ 40 com temor de que segundo momento de contágio prejudique recuperação econômica recente Os preços do petróleo operam em queda na manhã desta quinta-feira e continuam presos a uma faixa de negociação próxima aos US$ 40, apesar da queda dos estoques de barris nos EUA. A sessão é permeada pelos temores de que uma segunda onda de contaminações por covid-19 ao redor do mundo prejudique a recuperação econômica dos últimos dois meses. Perto de 9h15, os preços dos contratos para setembro do Brent, a referência global, caíam 1,65%, a US$ 43,03 o barril, na ICE, em Londres, enquanto os preços dos contratos para setembro do WTI recuavam 1,89%, a US$ 40,49 o barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex). “Pode ser que os mercados de petróleo estejam com preços em maior risco de desaceleração econômica nos EUA e em outros lugares devido à covid-19. Também pode ser que a demanda física já tenha começado a atingir o pico”, escreveu em nota a clientes o analista Jeffrey Halley, da Oanda. The San Antonio Express-News, William Luther/AP

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos