Mercado fechado

Petróleo opera em alta antes de dados de estoques nos EUA

Rafael Vazquez

Expectativa é que tenha havido redução dos volumes, o que ajudaria a diminuir preocupações com excesso de oferta O petróleo opera em alta nesta terça-feira, ainda favorecida pelo entendimento comercial entre Estados Unidos e China anunciado oficialmente na última sexta-feira e sob a expectativa dos dados semanais de estoques americanos, além do recente aprofundamento de cortes na produção acertado pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+).

Os preços dos contratos para fevereiro do Brent, a referência global, subiam 0,41% nesta manhã, a US$ 65,61, na ICE, em Londres, enquanto os contratos para janeiro do WTI, referência americana, avançam 0,38%, a US$ 60,44 o barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York. Os preços estão nas máximas de três meses, desde que um ataque às instalações da petroleira saudita Aramco impulsionou, em setembro, uma elevação relâmpago na commodity.

Hoje, às 18h30, o Instituto Americano de Petróleo (API) divulga os dados não-oficiais de estoques de petróleo bruto e derivados nos EUA na semana passada. Os dados oficiais serão divulgados amanhã pelo Departamento de Energia dos EUA e a expectativa é que tenha havido uma queda que pode ajudar a reduzir as preocupações com o excesso de oferta no mercado.