Petróleo opera em baixa, pressionado pelo dólar

Os contratos do petróleo operam em baixa nesta quarta-feira, ampliando as perdas pelo terceiro dia consecutivo, com os investidores observando dados macroeconômicos para avaliar o impacto na demanda futura, e também pressionados pela valorização do dólar.

Às 10h55 (de Brasília), o contrato do petróleo Brent para janeiro caía 0,56%, para US$ 109,26 o barril, na plataforma ICE, em Londres. Já na New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato do petróleo, também para janeiro, recuava 0,81%, para US$ 86,47 o barril.

Mais tarde, a atenção do mercado vai se voltar para os dados semanais dos estoques de petróleo dos EUA, que o Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) vai divulgar às 13h30. Números do American Petroleum Institute, divulgados na noite de terça-feira indicaram que os estoques norte-americanos cresceram em quase 2 milhões de barris na semana passada.

Também pressionam a revisão para baixo que a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) fez da perspectiva mundial e incertezas sobre um acordo para evitar o chamado "abismo fiscal" dos EUA, como é conhecida uma série de aumentos de impostos e cortes de gastos prevista para entrar em vigor em 1º de janeiro.

Em nota a clientes, a PVM comentou que os mercados de petróleo "não têm a que se apegar" num momento em que observa o quadro mais amplo, que indica desaceleração da demanda por petróleo em meio a uma oferta abundante. As informações são da Dow Jones.

Carregando...