Petróleo fecha quase estável, apesar de estoques

Os contratos futuros de petróleo negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) fecharam praticamente estáveis nesta quarta-feira, apesar de terem encerrado a sessão no território negativo, após um aumento surpreendente nos estoques de derivados nos Estados Unidos. A commodity recebeu certo suporte dos ganhos das Bolsas, que alimentaram o apetite por risco.

O contrato de petróleo mais negociado, com entrega para fevereiro, perdeu US$ 0,05 (0,05%), encerrando a US$ 93,10 o barril. O fechamento desta sessão foi o quinto consecutivo no qual o petróleo teve uma variação de US$ 0,20 ou menos. Na plataforma eletrônica ICE, o barril de petróleo do tipo Brent recuou US$ 0,18 (0,16%) e fechou a US$ 111,76.

O Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) do governo dos EUA divulgou que os estoques de petróleo cresceram 1,314 milhão de barris na semana encerrada em 4 de janeiro, para 361,253 milhões de barris. Analistas consultados pela Dow Jones previam uma alta maior, de 2,2 milhões de barris.

Em compensação, os estoques de gasolina, avançaram 7,412 milhões de barris, ante estimativa de alta de 2,1 milhões de barris; e os estoques de destilados subiram 6,777 milhões de barris, quando a previsão era de acréscimo de 1,4 milhão de barris. Os dados do DoE mostraram que a demanda implícita por gasolina caiu 6% na semana passada, atingindo 17,755 milhões de barris por dia, o menor nível em 11 meses.

"A forte alta nos estoques de derivados pode ter um impacto direto no petróleo nos próximos dias", comenta John Macaluso, analista da Tyche Capital Advisors. "Nós acreditamos que os estoques devem continuar subindo no setor de energia nas próximas semanas", acrescentou.

Os futuros de gasolina registraram as maiores quedas. O contrato de gasolina reformulada (RBOB) para fevereiro perdeu US$ 0,0155 (0,55%), finalizando a US$ 2,7789 o galão. Já o contrato de óleo para calefação para fevereiro subiu US$ 0,0114 (0,37%) e fechou a US$ 3,0699 o galão, já que os estoques na região Nordeste dos EUA caíram, mesmo com a alta no âmbito nacional. As informações são da Dow Jones.

Carregando...