Mercado abrirá em 7 h 5 min

Petróleo fecha em alta, interrompendo cinco sessões seguidas de perdas

André Mizutani

O contrato do petróleo Brent para março fechou em alta de 0,45%, a US$ 64,49 o barril, e o WTI para fevereiro avançou 0,25%, a US$ 58,23 por barril Os contratos futuros do petróleo fecharam em alta nesta terça-feira (14), com os investidores ajustando posições após uma sequência de cinco sessões consecutivas de perdas.

O contrato do petróleo Brent para março fechou em alta de 0,45%, a US$ 64,49 o barril, na ICE, em Londres, enquanto o WTI para fevereiro avançou 0,25%, a US$ 58,23 por barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex).

Ambas as referências do petróleo dispararam com a escalada das tensões no Oriente Médio, no começo do ano, e anotaram, no dia 6 de janeiro, novas máximas de oito meses, com os receios de que a oferta da commodity na região fosse prejudicada. Passados os temores, eles recuaram quase 8%, mais do que devolvendo os ganhos desde o ataque americano no Iraque.

Os investidores avaliam, agora, se exageraram na onda de vendas, em meio a perspectivas positivas para as negociações comerciais entre os Estados Unidos e a China. Um acordo comercial entre as duas maiores economias do mundo afastaria um dos principais receios sobre a economia global, que poderia prejudicar a demanda pela commodity.

Os investidores aguardam os dados de estoques de petróleo do Departamento de Energia (DoE) dos EUA, que serão divulgados nesta quarta (15). De acordo com os economistas consultados pelo "Wall Street Journal", a expectativa é de queda de 1,1 milhão de barris nos estoques de petróleo bruto e de alta de 3,2 milhões de barris nos de gasolina.