Mercado abrirá em 4 h 38 min

Petróleo fecha em alta com queda de estoque dos EUA e cortes de gás na Rússia

Reserva Estratégica de Petróleo do Departamento de Energia dos EUA em Bryan Mound, Texas

Por Laura Sanicola

(Reuters) - Os preços do petróleo fecharam em alta de mais de 2 dólares nesta quarta-feira, com a divulgação do relatório de estoques mais baixos nos Estados Unidos e cortes nos fluxos de gás russo para a Europa compensando a preocupação com a demanda mais fraca e um aumento da taxa de juros norte-americana.

Os estoques de petróleo bruto dos EUA caíram 4,5 milhões de barris na semana passada, com as exportações subindo a níveis históricos devido ao grande desconto do petróleo bruto dos EUA em relação ao Brent, informou a Administração de Informações e Energia (AIE).

O petróleo Brent subiu 2,22 dólares, ou 2,1%, para 106,62 dólares o barril. O petróleo bruto WTI, dos EUA, ganhou 2,28 dólares, ou 2,4%, para 97,26 dólares.

Após uma queda acentuada nas últimas duas semanas, a demanda por gasolina nos EUA se recuperou 8,5% na semana em relação à anterior, segundo os dados.

"Todas as conversas sobre a destruição da demanda foram interrompidas neste relatório... a situação mudou drasticamente em duas semanas", disse Bob Yawger, diretor de futuros de energia da Mizuho.

O petróleo também continuou a subir depois que o Federal Reserve decidiu, como esperado, aumentar sua taxa de juros em três quartos de ponto percentual, em um esforço para esfriar a inflação mais intensa do país desde a década de 1980.

"A partir daqui, o petróleo pode aproveitar a onda de aumento do apetite ao risco por algumas sessões, especialmente se o dólar enfraquecer ainda mais", disse Jim Ritterbusch, presidente da Ritterbusch and Associates em Galena, Illinois.

(Reportagem de Laura Sanicola, com reportagem adicional de Alex Lawler em Londres e Emily Chow em Kuala Lumpur)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos