Mercado abrirá em 8 h 9 min

Petróleo fecha em alta com interrupção da oferta do Golfo do México

André Mizutani
·1 minuto de leitura

O Bureau of Safety and Environmental Enforcement dos EUA estima que 91,53% da produção de petróleo e 61,82% da produção de gás natural do golfo do México foram interrompidas por causa do furacão Delta Os contratos futuros do petróleo fecharam em alta nesta quinta-feira (8), impulsionados pelos receios em torno da interrupção da produção da commodity no Golfo do México por causa da passagem do furacão Delta. O Bureau of Safety and Environmental Enforcement dos Estados Unidos estima que 91,53% da produção de petróleo e 61,82% da produção de gás natural do Golfo do México foram interrompidas até a tarde de hoje, conforme o furacão atravessa a região. O contrato do petróleo Brent para dezembro fechou em alta de 3,21%, a US$ 43,34 por barril, na ICE, em Londres, enquanto o contrato do WTI para novembro avançou 3,10%, a US$ 41,19 por barril, na Bolsa de Mercadorias de Nova York. A Arábia Saudita, por sua vez, avalia a possibilidade de cancelar os planos da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) de ampliar a produção de petróleo no começo do ano que vem, de acordo com informações do "Wall Street Journal", o que também ajuda a dar suporte aos preços. "A relutância saudita em elevar a produção deve solidificar um piso para o petróleo", disse Phil Flynn, analista sênior de mercados do The Price Futures Group, ao Marketwatch. Os investidores analisam também a informação do cartel de que o pico da demanda por petróleo não ocorrerá nas próximas duas décadas. A demanda global para 2040, que deve atingir os 109,3 milhões de barris por dia, será cerca de 10% acima do nível de 2019.