Mercado fechado

Petróleo fecha em alta após dados dos EUA, mas preocupação com demanda continua

Valor

Taxa diária de aumento de novos casos de covid-19 nos EUA segue no radar Os contratos futuros de petróleo encerraram os negócios desta quinta-feira em alta, após duas sessões consecutivas de queda, mas as preocupações com a taxa diária de aumento de novos casos de covid-19 nos Estados Unidos e em outros países continuaram afetando as expectativas de demanda pela commodity e mantendo os preços mais baixos na semana.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato do petróleo WTI para entrega em agosto fechou em alta de 1,87%, com o barril negociado a US$ 38,72. Na Intercontinental Exchange (ICE), o barril do petróleo Brent para o mesmo mês avançou 1,84%, para US$ 41,05.

Os preços do petróleo subiram mesmo com o dólar se fortalecendo após o aumento de casos do novo coronavírus nos EUA ter gerado um movimento de aversão a risco no mercado global de câmbio. A melhora em dados econômicos dos EUA, particularmente as encomendas de bens duráveis e os pedidos de seguro-desemprego, e comentários de funcionários da Casa Branca ajudaram a acalmar os nervos dos traders sobre as perspectivas da economia.

“Um grande salto nas encomendas de bens duráveis e garantias do assessor econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, de que os EUA não fechariam a economia nos deram um impulso”, disse Phil Flynn, analista de mercado sênior do Price Futures Group.

“Os temores do novo coranavírus estão nos levando a uma queda, mas Kudlow lembrou ao mercado é para ficar focado nos sinais positivos que saem dos dados econômicos recentes”, disse o executivo ao “MarketWatch”.

Ali Mohammadi/Bloomberg