Mercado abrirá em 9 h 17 min

Petróleo fecha em alta em Nova York

Plataforma de petróleo perto de Tioga, na Dakota do Norte, em 21 de agosto de 2013

Os preços do petróleo em Nova York fecharam a sessão em alta nesta sexta-feira, após um informe da Agência Internacional de Energia (AIE) e uma leve progressão do número de poços novos nos Estados Unidos.

O barril de "light sweet crude" (WTI) para entrega em setembro fechou a 48,82 dólares no New York Mercantile Exchange (Nymex), alta de 23 centavos em relação a quinta-feira.

A debilidade da expansão "significa que as empresas que fazem perfurações reduzem seus gastos de investimentos para 2017", destacou Andy Lipow, da Lipow Oil Associates.

"Talvez esse freio no crescimento da produção americana ajude a reabsorver um pouco a oferta excessiva do mercado", completou.

O relatório da AIE revisou levemente para cima sua previsão de crescimento da demanda mundial de petróleo para 2017: ele antecipa uma progressão da demanda de 1,5 milhões de barris ao dia, a 97,6 em média ao longo do ano, isso é, 1 milhão de barris a mais que na estimativa de julho.

Mas a AIE destacou também o fato de a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outros países associados não respeitarem completamente as cotas impostas.

Esses grandes produtores mundiais fizeram um acordo de redução da produção em novembro passado, estendido até março de 2018, para reduzir os estoques mundiais e ajudar a aumentar o valor da commodity.

Segundo a AIE, a taxa de conformidade com essas exigências caiu 75% em julho e 77% em junho. Para os países de fora da Opep, a taxa foi só de 67%.