Mercado abrirá em 8 h 8 min
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,21 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,28
    -0,67 (-0,91%)
     
  • OURO

    1.813,40
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    39.761,35
    -2.508,80 (-5,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    962,41
    +12,51 (+1,32%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,03 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    26.198,65
    +237,62 (+0,92%)
     
  • NIKKEI

    27.812,81
    +529,22 (+1,94%)
     
  • NASDAQ

    15.030,75
    +75,00 (+0,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1584
    -0,0296 (-0,48%)
     

Petróleo eleva ações europeias a patamar recorde no fechamento

·1 minuto de leitura
Bolsa de Londres

Por Sagarika Jaisinghani e Ambar Warrick

(Reuters) - As ações europeias fecharam em máxima recorde nesta segunda-feira, com os papéis de energia subindo na esteira da força do mercado de petróleo, enquanto expectativas de uma política monetária expansionistsa crescem mesmo com a aceleração da recuperação econômica global.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,18%, a 1.767 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,18%, a uma máxima recorde de fechamento de 458,32 pontos.O índice atingiu o pico histórico de 460,51 durante a sessão.

As ações de energia tiveram o melhor desempenho, subindo 2% à medida que os preços do petróleo saltaram a uma máxima de mais de dois anos devido às expectativas de forte demanda global neste ano.

A Royal Dutch Shell deu o maior impulso para o setor, subindo 2,7% após a Reuters noticiar que a empresa está revisando suas participações no maior campo de petróleo dos Estados Unidos para uma possível venda.

Depois que o Banco Central Europeu (BCE) manteve sua política monetária na semana passada, toda a atenção esta semana estará voltada para a reunião do Federal Reserve, com a expectativa de o banco manter sua postura "dovish".

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,18%, a 7.146 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,13%, a 15.673 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,24%, a 6.616 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,16%, a 25.757 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,83%, a 9.281 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,01%, a 5.198 pontos.

(Por Sagarika Jaisinghani em Bengaluru)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos