Petróleo cai com realização de lucros

Os contratos futuros do petróleo operam ligeiramente em baixa, puxados por realização de lucros e apesar da projeção de demanda maior contida no último relatório da Agência Internacional de Energia (AIE) sobre o mercado da commodity.

Às 9h05 (de Brasília), o contrato do petróleo do tipo Brent para março caía 0,26%, para 110,81 o barril, na ICE, em Londres. Já na Nymex, o contrato do petróleo para fevereiro registrava baixa de 0,09%, a US$ 95,40 o barril.

A queda de hoje vem após os fortes ganhos da sessão anterior, quando dados positivos do setor imobiliário e de empregos dos EUA garantiram o bom humor dos investidores. Por outro lado, indicadores mais fortes do que o esperado da China, divulgados de madrugada, contiveram as perdas dos contratos.

"Era de se esperar que houvesse um pouco de realização de lucros", comentou Andrey Kryuchenkov, da VTB Capital, em nota a clientes.

Em relatório mensal divulgado nesta sexta, a AIE elevou sua projeção para a demanda global de petróleo em 2013, citando expectativas de demanda mais forte da China, o maior consumidor mundial da commodity. A revisão, no entanto, vem em um momento em que a produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) caiu em dezembro a seu menor nível em um ano, lembrou a AIE.

Segundo Ole Hansen, chefe de estratégias para commodities do Saxo Bank, não houve "reação imediata do mercado" ao relatório da AIE.

Outro fator que pesa no mercado de petróleo é a situação na refinaria de gás natural da BP na Argélia, que foi atacada por radicais ligados à Al-Qaeda na última quarta-feira. Há relatos de que dezenas de reféns foram mortos pelos militantes.

Além disso, as últimas negociações sobre o programa nuclear do Irã, grande produtor de petróleo, não deram resultado. As informações são da Dow Jones.

Carregando...