Petróleo é negociado perto da estabilidade

Os contratos futuros do petróleo operam perto da estabilidade, enquanto a atenção dos investidores está concentrada nas diferentes estimativas sobre a oferta e demanda da commodity divulgadas por grandes instituições mundiais. A negociação nesta semana deverá ser fraca, com o contrato para março do petróleo Brent vencendo nesta quarta-feira, de acordo com Andrey Kryuchenkov da VTB Capital.

Às 9h08 (de Brasília), o contrato do petróleo Brent para março recuava 0,09%, para US$ 118,55 o barril, na ICE, em Londres. O contrato do petróleo para março negociado na New York Mercantile Exchange (Nymex) subia 0,11%, para US$ 97,62 o barril.

Em seu relatório mensal divulgado nesta quarta-feira, a Agência Internacional de Energia (AIE) reduziu sua projeção para a demanda global em 2013 em 90 mil barris por dia, para 90,7 milhões de barris por dia, em comparação com a estimativa apresentada no mês passado. As ofertas dos membros da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep) caíram em janeiro para mínimas em 12 meses, destacou a AIE. "Apesar dos sinais de melhora na China e nos EUA, as condições macroeconômicas fracas deverão manter o crescimento da demanda de petróleo global limitado", acrescentou a agência.

Na sessão anterior, a Opep e a Autoridade de Informação Energética dos EUA revisaram em alta as suas previsões para demanda para este ano. "A Opep elevou sua projeção para o crescimento da demanda neste ano em 80 mil barris por dia, para 840 mil barris por dia, enquanto a Administração de Informação Energética dos EUA revisou sua previsão de crescimento da demanda para este ano em 110 mil barris por dia, para 1,05 milhão de barris por dia", afirmaram analistas da Energy Intelligence. A Opep e AIE citaram uma recuperação gradual da economia mundial, conduzida pela China, como os principais fatores para a revisão em alta.

Às 13h30 (de Brasília), o Departamento de Energia (DoE) divulga seu relatório semanal dos estoques de petróleo nos EUA. As informações são da Dow Jones.

Carregando...