Mercado fechará em 58 mins
  • BOVESPA

    111.250,08
    -823,47 (-0,73%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.388,16
    -630,75 (-1,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,31
    -0,10 (-0,13%)
     
  • OURO

    1.927,00
    -15,80 (-0,81%)
     
  • BTC-USD

    23.899,53
    +898,27 (+3,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    545,95
    +0,63 (+0,12%)
     
  • S&P500

    4.181,82
    +62,61 (+1,52%)
     
  • DOW JONES

    34.005,13
    -87,83 (-0,26%)
     
  • FTSE

    7.820,16
    +59,05 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    21.958,36
    -113,82 (-0,52%)
     
  • NIKKEI

    27.402,05
    +55,17 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    12.818,25
    +404,00 (+3,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4597
    -0,0947 (-1,70%)
     

Pessoas que frequentam espaços verdes usam menos remédios para saúde mental

Cientistas finlandeses descobriram que pessoas que visitam, de três a quatro vezes por semana, parques, jardins comunitários e outros espaços verdes urbanos usam menos medicações para a saúde mental, como remédios para ansiedade, insônia e depressão. Além disso, o hábito reduz o risco de uso de medicamentos para pressão alta e asma.

Liderado por pesquisadores do Instituto Finlandês de Saúde e Bem-Estar, o estudo sobre a importância de frequentar espaços verdes para a saúde mental foi publicado na revista científica Occupational & Environmental Medicine. Segundo os autores, este é um dos primeiros estudos a confirmar esta relação benéfica com a natureza no país.

“Acumular evidências científicas que apoiem os benefícios para a saúde da exposição à natureza provavelmente aumentará a oferta de espaços verdes de boa qualidade no ambiente urbano e promoverá o seu uso ativo”, afirmam os cientistas. “Essa pode ser uma maneira de melhorar a saúde e o bem-estar nas cidades”, acrescentam.

Quais os benefícios de frequentar espaços verdes na saúde das pessoas?

Pessoas que frequentam espaços verdes usam menos remédios para saúde mental, pressão alta e asma (Imagem: Korneevamaha/Envato)
Pessoas que frequentam espaços verdes usam menos remédios para saúde mental, pressão alta e asma (Imagem: Korneevamaha/Envato)

No estudo, os pesquisadores questionaram 16 mil voluntários, com mais de 25 anos, sobre a maneira que experimentam os espaços verdes da sua região, incluindo a frequência. Os participantes também responderam questionários sobre o uso de medicações, como ansiolíticos e antidepressivos. Todos os inscritos moravam em Helsinque, Espoo ou Vantaa — as três cidades que compõem a maior área urbana da Finlândia.

Após análises, os autores descobriram que quem visita uma área verde urbana de três a quatro vezes por semana tem chances 33% menores de usar remédios para o tratamento da saúde mental comparado a quem não frequenta ou faz apenas uma visita semanal.

As pessoas que vão regularmente a esses espaços também apresentam risco 36% menor para o uso de remédios para pressão alta e risco 26% menor na demanda por medicamentos para asma.

Fato curioso é que as pessoas que visitavam espaços verdes cinco vezes por semana apresentaram benefícios um pouco menores que os indivíduos que frequentam de três a quatro vezes. Por exemplo, o risco de uso de medicações para saúde mental e para asma caíram para 22% e 24%, respectivamente. Por outro lado, a taxa para pressão alta subiu para 41%.

Vale observar que o estudo finlandês está alinhado com outras descobertas sobre os benefícios dos espaços verdes. Por exemplo, cientistas do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano, na Alemanha, descobriram que uma hora de contato diário com a natureza consegue reduzir o nível de estresse no cérebro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: