Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.718,82
    +573,40 (+1,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Pessoas madrugam nas ruas em busca do Auxílio Brasil após fim do Bolsa Família

·2 min de leitura
RIO DE JANEIRO, BRAZIL - JULY 29: Tatiane Araujo, 32, poses for a photo at her home in the Cidade de Deus favela on July 29, 2020 in Rio de Janeiro, Brazil. Married and mother of four, Tatiane had a family income from the social program 'Bolsa Familia' and the salary of her husband, a shopping center attendant. Due to the quarantine period during the coronavirus (COVID-19) pandemic, her husband had his workday and salary cut in half. Currently, Tatiane receives an amount equivalent to the cost of four cans of powdered milk for newborn babies, and food donations.(Photo by Bruna Prado/Getty Images)
Cerca de 22 milhões de brasileiros que recebiam auxílio emergencial não são contemplados pelo Auxílio Brasil

(Bruna Prado/Getty Images)

  • Moradores de diversas cidades fazem filas nos postos do CadÚnico

  • Após fim do auxílio emergencial, famílias buscam se cadastrar no Auxílio Brasil

  • Recife, Maranhão e Bahia registraram pessoas dormindo nas filas e vendas de senhas

Por conta do fim do auxílio emergencial e encerramento do Bolsa Família, moradores de diversas cidades do país têm madrugado nas filas dos postos do Cadastro Único, porta de entrada para os programas sociais do país.

Com a extinção dos dois benefícios, as famílias de baixa renda estão em busca do Auxílio Brasil, previsto para começar no próximo dia 17. Estima-se que cerca de 22 milhões de brasileiros que contavam com o auxílio emergencial ficarão de fora do programa.

Conforme apurado pelo G1, Salvador (BA) registrou novos tumultos nesta sexta-feira (5). Em busca de atendimento, muitas pessoas dormiram na fila, gerando aglomerações desde a noite de quinta-feira. Outros moradores pegaram senhas para então vendê-las a quem aguardava sua vez.

Leia também:

Em São Luís (MA) a situação não é muito diferente. Conforme relatado pelos moradores, somente 30 senhas são distribuídas por dia, mas isso não impede a formação de longas filas do lado de fora da Central de Atendimento do Cadastro Único.

No Grande Recife, foram flagrados colchões nas calçadas e pessoas dormindo na rua. Outras jogavam dominó enquanto esperavam, sendo que os primeiros moradores chegaram por volta das 17h da quinta-feira no local para tentarem o atendimento na manhã de hoje. Também há relatos de venda dos primeiros lugares de atendimento.

A inscrição no CadÚnico é necessária a todas as famílias de baixa renda que procuram ter acesso às iniciativas do governo. Após o cadastramento, é emitido o Número de Identificação Social (NIS), utilizado para realização dos pagamentos dos benefícios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos