Mercado abrirá em 49 mins

Pessoas hidratadas vivem mais, segundo estudo

Segundo um estudo publicado na revista científica eBioMedicine, pessoas hidratadas vivem mais tempo e desenvolvem menos doenças crônicas, como cardíacas e pulmonares. Para alcançar essa descoberta, os cientistas analisaram os dados de 11 mil pessoas por um período de 30 anos.

Os estudos se concentraram nas ligações entre os níveis séricos de sódio, que aumentam quando a ingestão de líquidos diminui, além de vários indicadores de saúde. Com isso, foi possível descobrir que adultos com níveis séricos de sódio no limite superior da faixa normal eram mais propensos a desenvolver condições crônicas e mostrar sinais de envelhecimento biológico avançado, em comparação com as pessoas que apresentavam níveis séricos de sódio nas faixas médias. Adultos com níveis mais altos também eram mais propensos a morrer em uma idade mais jovem.

"Os resultados sugerem que a hidratação adequada pode retardar o envelhecimento e prolongar uma vida livre de doenças", afirmam os pesquisadores por trás do artigo.

A pesquisa aponta que adultos com níveis séricos de sódio acima de 142 mEq/L tiveram um risco associado aumentado de até 64% para o desenvolvimento de doenças crônicas como:

  • Insuficiência cardíaca

  • Acidente vascular cerebral (AVC)

  • Fibrilação atrial

  • Doença arterial periférica

  • Doença pulmonar crônica

  • Diabetes

  • Demência

Por outro lado, adultos com níveis séricos de sódio entre 138-140 mEq/L tiveram o menor risco de desenvolver doença crônica.

Pessoas hidratadas vivem mais, segundo estudo (Imagem: RossHelen/Envato)
Pessoas hidratadas vivem mais, segundo estudo (Imagem: RossHelen/Envato)

As Academias Nacionais de Medicina sugerem que as mulheres consomem, em média, cerca de 1,5 a 2,2 litros de líquidos diariamente e os homens, 2 a 3 litros. Mas no estudo, os autores constataram que cerca de metade das pessoas em todo o mundo não atendem às recomendações de ingestão total diária de água, que geralmente envolve 1,5 litro.

“A diminuição do teor de água corporal é o fator mais comum que aumenta o sódio sérico, e é por isso que os resultados sugerem que manter-se bem hidratado pode retardar o processo de envelhecimento e prevenir ou retardar doenças crônicas", conclui a pesquisa.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: