Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    60.949,03
    -468,39 (-0,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Pessoas acima dos 70 anos podem tomar a 3ª dose da vacina em SP a partir desta segunda

·2 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 08.04.2021 - Seringa com o imunizante contra a Covid-19. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 08.04.2021 - Seringa com o imunizante contra a Covid-19. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de São Paulo começa a aplicar a terceira dose de vacina contra a Covid-19, em pessoas a partir dos 70 anos de idade nesta segunda-feira (27).

A gestão Ricardo Nunes (MDB) também anunciou a antecipação da segunda dose do imunizante da Pfizer, de 12 para 8 semanas, a partir desta sexta-feira (24), para pessoas de 28 a 41 anos que já tomaram a primeira dose da vacina. Com relação aos outros imunizantes, o intervalo para a segunda dose segue sendo de 12 semanas para AstraZeneca e 28 dias para Coronavac.

Pessoas acima dos 18 anos, com alto grau de imunossupressão, já imunizadas com a dose de reforço, ou vacina única, há pelo menos 28 dias- com exceção de gestantes e mulheres que deram à luz recentemente - também podem tomar a dose complementar.

Também estão aptos a tomarem a terceira dose contra o coronavírus na cidade, de acordo com a prefeitura, idosos acima dos 80 já imunizados com duas doses da vacina, há pelo menos seis meses.

A antecipação da imunização foi motivo de comemoração para o analista de sistemas Leonardo Silva Jorge, 30. Ele não encontrou fila para ser vacinado na UBS Humaitá, na Bela Vista, região central da capital paulista, na sexta-feira (24). Para ele, a imunização não deve ser encarada apenas como uma vitória pessoal, mas coletiva.

"Ajuda a não disseminar a doença", afirmou. "A questão da vacina não é só para você, é para a população inteira", disse ainda o analista. Mesmo imunizado com a segunda dose, ele afirmou que vai continuar seguindo as orientações de prevenção à Covid-19.

Mulheres que deram à luz recentemente, além de gestantes, de acordo com a Secretaria Municipal da Saúde, só podem ser imunizadas na cidade com doses da Coronavac ou Pfizer. A aplicação é feita em Unidades Básicas de Saúde.

"No momento a vacinação com dose adicional para gestantes e puérperas não está sendo realizada", afirma a pasta da Saúde municipal, em trecho de nota.

Segundo o Vacinômetro, sistema do governo estadual que atualiza em tempo real as doses de imunizantes aplicadas em todo o estado de São Paulo, foram usadas até o momento na capital paulista 17.420.510 doses de vacina contra a Covid-19, sendo 10.317.182 de primeira dose, 6.682.910 doses de reforço, além de 97.768 doses complementares e 322.65 aplicações únicas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos