Mercado abrirá em 7 h 53 min
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,30 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,36 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,18
    -2,10 (-2,75%)
     
  • OURO

    1.749,40
    -4,60 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    16.182,32
    -353,88 (-2,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,42
    -3,23 (-0,84%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,93 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.237,64
    -335,94 (-1,91%)
     
  • NIKKEI

    28.147,66
    -135,37 (-0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.688,25
    -94,50 (-0,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6064
    -0,0180 (-0,32%)
     

Pesquisadores identificam novo vírus que rouba contas bancárias e de redes sociais

Dangerous Hooded Hacker BreSpyware, backdoors e trojans lançados pelo vírus conseguem roubar cookies do Facebook e da Amazon, tendo assim acesso às contas das vítimas (Getty Creative)aks into Government Data Servers and Infects Their System with a Virus. His Hideout Place has Dark Atmosphere, Multiple Displays, Cables Everywhere.
Spyware, backdoors e trojans lançados pelo vírus conseguem roubar cookies do Facebook e da Amazon, tendo assim acesso às contas das vítimas (Getty Creative)
  • Brasil já é o país mais afetado pelo vírus, um malware que rouba senhas, dados de cartões de crédito e criptomoedas;

  • NullMixer chega à máquina do usuário através de programas piratas e downloads de arquivos de fontes não confiáveis;

  • Vírus lança spyware, backdoors e trojans que conseguem captar dados até de redes sociais.

Pesquisadores da Kaspersky, empresa especializada na produção de softwares de segurança, identificaram o aumento de ataques cibernéticos pelo NullMixer. O Brasil já é o país mais afetado pelo vírus, um malware que rouba senhas, dados de cartões de crédito, criptomoedas e até mesmo contas do Facebook e da Amazon. As informações são do jornal Estado de Minas.

De acordo com a reportagem, pelo menos 10 mil casos já foram reportados no Brasil. Esse número corresponde 20% de todas as 47 mil detecções do vírus ao redor do mundo.

O vírus chega à máquina do usuário através de programas piratas e downloads de arquivos de fontes não confiáveis. Já instalado, o NullMixer então começa a lançar spyware, backdoors e trojans, que conseguem captar dados de cartões de crédito e criptomoedas, e ainda roubam cookies do Facebook e da Amazon, obtendo assim total acesso às contas das vítimas.

Como se proteger?

O portal Techtudo preparou uma lista com seis tipos de sites a serem evitados e assim fugir desse tipo de problema:

Download via Torrent – Ao baixar arquivos diretamente no PC, o risco de estes serem infectados com malwares é muito grande. Caso o arquivo seja de extrema importância, acesse o site através de um computador com antivírus atualizado. E lembre-se que violar direitos autorais prevê prisão ou multa;

Sites de e-commerce falsos – Com a pandemia, muitas pessoas passaram a fazer suas compras pela internet, o que resultou na criação de falsos sites de compra e venda, cujo objetivo é apenas roubar as informações pessoais e bancárias. Confira a URL com atenção antes de efetuar uma compra;

Conteúdo adulto – Por se tratar de material dedicado a maiores de 18 anos, alguns sites falsos solicitam que o usuário instale um programa especial para acessá-lo. Mantenha o antivírus atualizado;

Clickbait – Os chamados caça-cliques têm como objetivo o maior número de acessos possíveis ao site através de chamadas sensacionalistas ou mentirosas. Desconfie de endereços suspeitos;

URL’s suspeitas – Erros de grafia no endereço do site podem indicar que se trata de um portal suspeito que esconde golpes ou vírus;

Fake News – Além do perigo da desinformação, portais que propagam notícias falsas podem também ser fontes de malwares. Pesquise se o conteúdo é verdade antes de transmiti-lo e preste atenção à grafia do texto.