Mercado abrirá em 1 h 15 min
  • BOVESPA

    95.368,76
    -4.236,78 (-4,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.393,71
    -607,60 (-1,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    35,95
    -1,44 (-3,85%)
     
  • OURO

    1.877,40
    -1,80 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    13.070,90
    -92,49 (-0,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    258,47
    -14,22 (-5,21%)
     
  • S&P500

    3.271,03
    -119,65 (-3,53%)
     
  • DOW JONES

    26.519,95
    -943,24 (-3,43%)
     
  • FTSE

    5.593,24
    +10,44 (+0,19%)
     
  • HANG SENG

    24.586,60
    -122,20 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    23.331,94
    -86,57 (-0,37%)
     
  • NASDAQ

    11.228,75
    +96,00 (+0,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7210
    -0,0134 (-0,20%)
     

Pesquisadores encontram neurônios intactos em vítima de erupção do vulcão Vesúvio

·1 minuto de leitura
NAPLES, ITALY - JUNE 02: General view of the ancient Roman city of Herculaneum destroyed in 79 AD by the eruption of Vesuvius which also affected Pompeii, on the day of the reopening of the Archaeological Park on June 02, 2020 in Ercolano, Italy. Many Italian businesses have been allowed to reopen, after more than two months of a nationwide lockdown meant to curb the spread of Covid-19. (Photo by Ivan Romano/Getty Images)
Visão da cidade de Herculano, atingida por erupção do Vesúvio no ano 79 depois de Cristo - Foto: Ivan Romano/Getty Images

Pesquisadores italianos descobriram um “evento insólito”: neurônios preservados no cérebro vitrificado de uma vítima da erupção do famoso vulcão italiano Vesúvio, que devastou as antigas cidades romanas de Pompeia e Herculano em 79 depois de Cristo. As informações são agência Ansa.

A surpreendente descoberta foi publicada em um estudo publico na revista Plos One. A responsável por ela foi uma equipe multidisciplinar das universidades Federico 2, em Nápoles, Estatal de Milão e Roma Tre. O trabalho contou ainda com a participação do Ceinge, instituto napolitano de biotecnologia avançada, com o CNR (Conselho Nacional de Pesquisas) e com o Parque Arqueológico de Herculano.

Leia também

"A descoberta de tecido cerebral em restos humanos antigos é um evento insólito, mas o que é extremamente raro é a preservação integral de estruturas neuronais de um sistema nervoso central de dois mil anos atrás", disse o antropólogo forense Pier Paolo Petrone, da Universidade de Nápoles Federico 2 à Agência Ansa.

Guido Giordano, professor de vulcanologia da Universidade de Roma Tre, afirma que os neurônios fora preservados graças à vitrificação do cérebro da vítima, o que indica que as cinzas expelidas pelo vulcão esfriaram rapidamente.

"Os extraordinários resultados obtidos demonstram a importância dos estudos multidisciplinares", avaliou o diretor do Parque Arqueológico de Herculano, Francesco Sirano.

Depois dessa descoberta inusitada, as pesquisas seguem para tentar reconstruir as diversas fases da erupção histórica, tentando aferir os tempos de exposição a altas temperaturas e também do resfriamento das cinzas.

A expectativa é que, depois do fim dos estudos, seja possível estruturar parâmetros para gerir eventuais emergências em áreas vizinhas ao Vulcão.