Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.415,32
    -17,99 (-0,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Pesquisadores do MIT descobrem falha 'incorrigível' em chip da Apple

Pesquisadores do MIT descobriram falha 'incorrigível' em chip da Apple. Foto: Getty Images.
Pesquisadores do MIT descobriram falha 'incorrigível' em chip da Apple. Foto: Getty Images.
  • Pesquisadores do MIT, nos EUA, divulgaram a descoberta de uma vulnerabilidade nos chips M1 da Apple;

  • A vulnerabilidade está em um mecanismo de segurança no nível do hardware;

  • A falha acontece quando um invasor adivinha o valor do PAC e o desabilita.

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), nos Estados Unidos, divulgaram na última sexta-feira (10) a descoberta de uma vulnerabilidade nos chips M1 da companhia norte-americana Apple.

A falha se encontra em uma das camadas de segurança do item, denominada Pointer Authentication Codes (PAC), e não pode ser corrigida por patches, alegam os pesquisadores.

O recurso é responsável pela proteção da CPU, a unidade central de processamento, e é considerado a última linha de defesa contra possíveis hackers. Ele verifica se um programa não foi modificado maliciosamente.

Leia também:

A vulnerabilidade acontece quando um invasor adivinha o valor do PAC e o desabilita. Descobrir o número não seria difícil porque se é possível verificar o valor repetidas vezes para saber se está correto.

Os pesquisadores apontam que o ataque, intitulado ‘Pacman’, funciona também contra o núcleo de software do sistema operacional, o Kernel.

O doutorando do laboratório do MIT e co-autor do estudo, Joseph Ravichandran, diz que existem “enormes implicações para os futuros trabalhos de segurança em todos os sistemas ARM com autenticação de ponteiro ativada”.

Mesmo que ataques à vulnerabilidade não comprometam totalmente a segurança do chip, caso não seja resolvida, daqui a alguns anos, grande parte dos dispositivos móveis e desktops podem estar ameaçados.

Para companhias que adotam aparelhos da Apple, é importante saber sobre a falha, já que a adoção de seus produtos em ambientes corporativos vem aumentando. Atualmente, 23% dos funcionários em empresas dos EUA utilizam Mac.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos