Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.294,41
    +4.015,62 (+7,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Pesquisadores desenvolvem lubrificante sintético para articulação dos joelhos

·2 minuto de leitura

Para a recuperação e melhora da qualidade de vida de pacientes com osteoartrite (artrose) — é uma das formas mais comuns de artrite —, cientistas chineses desenvolveram um lubrificante para a região localizada entre os ossos do joelho ou de outras regiões do corpo. Ainda em fase de testes pré-clínicos, a substância imita uma versão natural do fluido encontrado no local, chamado de líquido sinovial, e deve permitir que as articulações danificadas se reparem. O produto já foi avaliado, com sucesso, em roedores.

Vale explicar que a osteoartrite é o resultado do desgaste das articulações e que tende a aumentar conforme as pessoas envelhecem. A condição está, diretamente, associada com danos ao tecido que cobre as extremidades dos ossos, a cartilagem. Em consequência disso, é como se os ossos se raspassem uns com os outros.

Pesquisa desenvolve fluido para ser aplicado nas articulações de quem tem artrose (Imagem: Reprodução/Prostock-studio/Envato Elements)
Pesquisa desenvolve fluido para ser aplicado nas articulações de quem tem artrose (Imagem: Reprodução/Prostock-studio/Envato Elements)

Hoje, existem algumas técnicas disponíveis para a melhora da condição, inclusive terapias que envolvem a aplicação de células-tronco. No entanto, o pesquisador Chuanbin Mao, um dos autores do estudo publicado na revista científica Nature Biomedical Engineering, explica que estes métodos não são tão eficientes para a resolução do problema quanto deveriam.

Como funciona o potencial lubrificante?

Para buscar um material ideal, os pesquisadores se concentraram no líquido sinovial. Ele é transparente e viscoso e está dentro das cavidades articulares. Na sua composição, há uma molécula chamada de complexo de lubrificação, composta por uma estrutura de ácido hialurônico que contém algumas subunidades, como a lubricina e outras que são lipídicas.

Em tese, o potencial lubrificante carrega essa molécula natural, feita de maneira sintética. Segundo os autores do estudo, quando aplicado em pedaços de cartilagem humana, essa substância reduziu o atrito, pelo menos em testes de laboratório.

Além disso, os cientistas injetaram a substância em ratos com artrite precoce nas articulações das pernas. Após oito semanas, as articulações dos roedores pareciam quase normais, a partir dos parâmetros de classificação da doença. Inclusive, a cartilagem parecia ter crescido novamente, pontua Mao. “Descobrimos que a lubrificação pode ajudar na regeneração dos tecidos — isso é algo novo”, completou o cientista.

Agora, a equipe de pesquisadores testará o lubrificante artificial em animais maiores com articulações mais semelhantes às humanas. Caso a eficácia continue a ser demonstrada, é provável que sejam iniciados estudos com a terapia diretamente em humanos.

Para acessar o artigo completo sobre o fluido para as articulações, publicado na revista científica Nature Biomedical Engineering, clique aqui.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos