Mercado fechará em 2 h 59 min
  • BOVESPA

    109.452,78
    -2.263,22 (-2,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.939,41
    -456,53 (-1,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,21
    -1,53 (-1,94%)
     
  • OURO

    1.637,10
    -18,50 (-1,12%)
     
  • BTC-USD

    19.082,22
    +66,04 (+0,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    438,07
    +4,97 (+1,15%)
     
  • S&P500

    3.669,21
    -24,02 (-0,65%)
     
  • DOW JONES

    29.367,59
    -222,82 (-0,75%)
     
  • FTSE

    7.020,95
    +2,35 (+0,03%)
     
  • HANG SENG

    17.855,14
    -78,13 (-0,44%)
     
  • NIKKEI

    26.431,55
    -722,28 (-2,66%)
     
  • NASDAQ

    11.350,50
    -26,25 (-0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1946
    +0,0970 (+1,90%)
     

Pesquisa revela quais as principais tecnologias no futuro

O Gartner, uma organização líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, realizou um levantamento destacando as tecnologias emergentes a serem observadas nos próximos anos. O Hype Cycle for Emerging Technologies 2022 analisou as tendências que serão destaque no futuro, referentes a evolução e expansão de experiências imersivas, além da aceleração da automação de Inteligência Artificial (IA), otimização da entrega de produtos, serviços e soluções. Confira o resultado.

Melissa Davis, Analista Vice-Presidente do Gartner, comentou que “as tecnologias emergentes oferecem potencial de transformação para as empresas, mas, no momento, os CIOs e líderes de inovação ainda estão sendo desafiados a dimensionar os recursos digitais e, em simultâneo, melhorar a sustentabilidade diante da expansão das restrições de recursos”.

Segundo ela, é essencial para as organizações eliminarem o ruído em torno das tecnologias emergentes visando acelerar a mudança, aproveitando as novidades que impulsionam a diferenciação e a eficiência competitivas.

O relatório denominado Hype Cycle para Tecnologias Emergentes identifica insights importantes entre mais de duas mil soluções e estruturas aplicadas apresentadas pelo Gartner anualmente em um conjunto sucinto de tecnologias e tendências emergentes “obrigatórias”.

Drones, Inteligência Artificial, autonomia veicular, experiências imersivas, Metaverso, Tokens Não Fungíveis (NFTs), Superaplicativos e Web3, são umas das principais tecnologias de destaque no futuro (Imagem:Reprodução/pixabay/geralt)
Drones, Inteligência Artificial, autonomia veicular, experiências imersivas, Metaverso, Tokens Não Fungíveis (NFTs), Superaplicativos e Web3, são umas das principais tecnologias de destaque no futuro (Imagem:Reprodução/pixabay/geralt)

A pesquisa realizada pela empresa examinou as inovações com potencial para fornecer um alto grau de vantagem competitiva nos próximos dois a 10 anos.

Outro executivo da empresa, destacou que todas as tecnologias analisadas pelo estudo Hype Cycle estão em um estágio inicial, por isso existem incertezas sobre como elas evoluirão.

Essas novidades apresentam riscos para a implantação, mas potencialmente benefícios as primeiras empresas a implementar, permitindo avaliá-las e explorá-las conforme a capacidade de sua organização em lidar com inovações não comprovadas, explicou Gary Olliffe, analista de vice-presidente do Gartner.

Três temas de tendências tecnológicas emergentes:

Evoluindo e expandindo experiências imersivas

Um número variado de tecnologias emergentes já atuam com inovações no segmento de experiências imersivas, eles utilizam representações virtuais dinâmicas, ambientes e ecossistemas de clientes e pessoas, bem como novos modos de envolvimento do usuário.

O <a class="link " href="https://canaltech.com.br/empresa/banco-do-brasil-sa/" rel="nofollow noopener" target="_blank" data-ylk="slk:Banco do Brasil">Banco do Brasil</a> é uma das instituições que adotaram uma das tecnologias que mais cresceu nos últimos meses, o Metaverso. Segundo a empresa, no mundo virtual, o jogador poderá abrir contas e receber benefícios para seu personagem. (Imagem:Divulgação/Banco do Brasil
O Banco do Brasil é uma das instituições que adotaram uma das tecnologias que mais cresceu nos últimos meses, o Metaverso. Segundo a empresa, no mundo virtual, o jogador poderá abrir contas e receber benefícios para seu personagem. (Imagem:Divulgação/Banco do Brasil

Essas inovações permitem que os indivíduos tenham o controle sobre sua identidade digital e seus dados, e assim podem experimentar ecossistemas virtuais que podem ser integrados a moedas digitais. Com essas ferramentas, é possível às organizações alcançarem os clientes de maneiras diferentes e assim fortalecer ou abrir outros fluxos de receita.

A pesquisa da Gartner destaca as seguintes tecnologias capazes de proporcionar experiências imersivas, Metaverso, Tokens Não Fungíveis (NFTs), Superaplicativos e Web3, identidade descentralizada, humanos digitais, Gêmeos Digitais dos clientes e mercados internos de talentos.

Automação de Inteligência Artificial acelerada

Nos últimos anos, houve um aumento na adoção da Inteligência Artificial, integrando alguns setores de mercado, como o de produtos, serviços e soluções. Esse crescimento acelera a criação de modelos de Inteligência Artificial especializados que podem ser aplicados para automatizar o desenvolvimento, treinamento e implantação de protótipos.

O Gartner explica que a automação de Inteligência Artificial reorienta o papel dos humanos no desenvolvimento de tecnologias para o segmento, resultando em previsões e decisões mais precisas e prazos mais rápido para os benefícios esperados.

A pesquisa da empresa Gartner, destaca que a inteligência artificial é uma das principais tecnologias do futuro que pode ser aplicada para automatizar o desenvolvimento, treinamento e implantação de modelos. (Imagem:Reprodução/Gerd Altmann/Pixabay)
A pesquisa da empresa Gartner, destaca que a inteligência artificial é uma das principais tecnologias do futuro que pode ser aplicada para automatizar o desenvolvimento, treinamento e implantação de modelos. (Imagem:Reprodução/Gerd Altmann/Pixabay)

A empresa aponta as seguintes áreas como destaque no seguimento de Inteligência Artificial; sistemas autônomos, Inteligência Artificial causal, modelos de base, Inteligência Artificial de design generativo e geração de código de aprendizado de máquina.

Rendimento otimizado de profissionais

Em nota enviada ao Canaltech, o Gartner explica que negócios digitais bem-sucedidos são construídos, não comprados. Nesse sentido, a empresa explica que um conjunto de tecnologias emergentes se concentra nas comunidades de construtores de produtos, serviços e soluções, como equipes de fusão e as plataformas que elas usam.

As equipes auxiliam na captação de feedback e insights que otimizam e aceleram a entrega de produtos, serviços e soluções e aumentam a sustentabilidade das operações de negócios.

O Gartner destaca que os setores com melhor rendimento de profissionais são FinOps aumentados, ecossistemas de dados em Nuvem, sustentabilidade em Cloud, armazenamento computacional, arquitetura de malha de segurança cibernética, observabilidade de dados, governança de risco dinâmico, plataformas de Cloud do setor, arquitetura mínima viável, desenvolvimento orientado à observabilidade, OpenTelemetry e engenharia de plataforma.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: