Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,96 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,60 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    -0,56 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    21.305,78
    +119,32 (+0,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,28 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,16 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,77 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    -7,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Pesquisa revela a faixa etária que mais usa cupons e cashback

Os millennials representam a maior parte dos consumidores de cupom e cashback, de acordo com uma sondagem realizada em 2021 pela Cuponeria, plataforma de cupons de desconto. Cerca de 51,5% dos entrevistados estavam nesta faixa etária (dos 25 aos 44 anos).

Na questão dos hábitos de consumo, os millennials compraram seis vezes mais produtos de higiene e de saúde do que a Geração Z (18 a 24 anos). Estes, por sua vez, lideram o ranking de gastos com cerveja.

Segundo o relatório da empresa americana de inteligência de decisões Morning Consult, os millennials são os mais propensos a buscar por serviços e ativos financeiros alternativos. Isso pode ser explicado pelo fato de que foi uma geração que enfrentou períodos de grande recessão econômica.

Cerca de 51,5% dos entrevistados em sondagem do Cuponeria eram millennials (Imagem: Envato/rawf8)
Cerca de 51,5% dos entrevistados em sondagem do Cuponeria eram millennials (Imagem: Envato/rawf8)

Para Nara Iachan, cofundadora e chefe de marketing da Cuponeria, a pandemia mudou muito a relação das pessoas com o consumo. “Foi possível perceber que as gerações mais jovens engajaram-se ainda mais nas compras, enquanto as outras gerações foram se habituando a novas formas de consumo, como as plataformas digitais, extensões e aplicativos, entre outros”, completa.

Um relatório publicado este mês pela empresa estadunidense de análise de dados Fico mostra que cada vez mais jovens consumidores dos EUA, especificamente os das gerações X, millennials e Z, consideram bancos digitais como seu principal provedor de conta-corrente, em vez de bancos tradicionais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos