Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.789,33
    +556,59 (+0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,03
    +900,05 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    113,71
    +1,31 (+1,17%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -6,40 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    30.479,15
    +498,36 (+1,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    677,94
    +435,26 (+179,36%)
     
  • S&P500

    4.088,85
    +80,84 (+2,02%)
     
  • DOW JONES

    32.654,59
    +431,17 (+1,34%)
     
  • FTSE

    7.518,35
    +53,55 (+0,72%)
     
  • HANG SENG

    20.602,52
    +652,31 (+3,27%)
     
  • NIKKEI

    26.659,75
    +112,70 (+0,42%)
     
  • NASDAQ

    12.567,75
    +7,50 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2111
    +0,0007 (+0,01%)
     

Pesquisa do Google no desktop testa redesenho com coluna à esquerda; veja imagem

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Google começou a testar uma mudança no seu buscador para desktop que move os métodos de pesquisa alternativos, como imagens, notícias e vídeos, para o lado esquerdo da tela. Atualmente, essas opções ficam logo abaixo da barra de pesquisa nos computadores, mas podem trocar de posição em breve.

Por padrão, quatro opções são visíveis na coluna e podem mudar conforme o tipo de pesquisa efetuada. Logo ao lado delas, há um botão chamado "Mais" que oferece algumas filtragens extras e mais recursos não exibidos originalmente, porque não cabem no layout atual.

As opções de refinamento da busca poderiam ficar à esquerda, em vez de posicionadas abaixo da barra de pesquisas (Imagem: Reprodução/9to5Google)
As opções de refinamento da busca poderiam ficar à esquerda, em vez de posicionadas abaixo da barra de pesquisas (Imagem: Reprodução/9to5Google)

No modelo experimental, é possível que cada resultado traga opções mais direcionadas dependendo das palavras-chave usadas na busca. Por exemplo: se você quiser saber sobre um restaurante nas redondezas, o resultado oferecerá resultados com a indicação de acesso da localização no Google Maps. Já para quem deseja comprar um notebook, o mecanismo de busca recomendará uma olhada no Google Shopping.

A mudança, embora seja simples, dá mais ênfase às pesquisas segmentadas, já que as opções ocupam um espaço antes vazio com uma fonte maior. Por enquanto, o redesenho foi visualizado por poucas pessoas e somente no modo de navegação em janela anônima.

Diferença entre o layout antigo e o novo

Essa renovação também muda o local onde é exibido o tempo utilizado pelo Google para encontrar e a quantidade de resultados retornados pela pesquisa, posicionados abaixo da linha do cabeçalho da página. Agora, esses dados ficam acima da linha, ao lado do botão "Ferramentas", uma das poucas coisas que não mudaram de lugar. Pressionar este botão cria uma animação que alterna entre os dados e os controles usuais para filtrar os resultados por mais recentes ou por tipo:

Os resultados da pesquisa permanecem no centro da página, embora tenham sido um pouco deslocados para a direita, justamente para compensar a coluna de opções à esquerda. No modelo antigo, os sites se alinham à barra de pesquisa, assim como no novo, mas o campo de digitação das palavras foi movido mais para a direita, como forma de deixá-lo mais harmonizado com os resultados.

Não é a primeira vez que o Google testa o uso do canto esquerdo da página de resultados da pesquisa. Um design visualizado já testava essa opção em 2020, porém com enfoque nos cabeçalhos da seção de gráficos de conhecimento, em vez dos métodos de pesquisa alternativos. Aparentemente, o layout de 2020 foi descartado, por isso ainda não dá para saber se este apresentado agora pode se tornar oficial no futuro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos