Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,22
    -0,08 (-0,11%)
     
  • OURO

    1.774,70
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    34.752,40
    +1.136,28 (+3,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    837,58
    +50,96 (+6,48%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    28.875,23
    +0,34 (+0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.354,25
    0,00 (0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8610
    -0,0013 (-0,02%)
     

Pesquisa do Google indica que pessoas gostariam de ter perfis separados para trabalho e vida pessoal

·2 minuto de leitura
Pesquisa do Google indica que pessoas gostariam de ter perfis separados para trabalho e vida pessoal
Pesquisa do Google indica que pessoas gostariam de ter perfis separados para trabalho e vida pessoal

Uma pesquisa do Google com a Qualtrics indica que os usuários gostariam de ter perfis separados para trabalho e vida pessoal nos seus smartphones e redes sociais. Ambas as empresas entrevistaram cerca de 3 mil usuários de diversos cantos do planeta sobre assuntos como usabilidade, privacidade e usuários, incluindo os que utilizam as funções de perfis profissionais no Android.

A pesquisa descobriu que 68% dos funcionários utilizam o mesmo smartphone tanto para fins pessoais quanto profissionais. Deste grupo, 62% usa o aparelho para tarefas do trabalho com frequência, mesmo fora do horário de expediente. Além disso, os entrevistados alegam achar difícil de se desconectar completamente do trabalho mesmo quando encerrou seu turno.

A pesquisa levantou ainda que 70% dos participantes preferem uma interface que oferecesse uma distinção clara entre perfis de trabalho e pessoal. Para eles, seria melhor separar apps e dados usados em cada um destes momentos. Os argumentos mencionavam que a separação ajudaria os usuários a melhorar o bem-estar digital e encontrar equilíbrio entre trabalho e vida pessoal.

Além da dificuldade de se desconectar, o home office parece ter tornado os horários de trabalho cada vez mais confusos. Quase metade de todos os participantes utilizam o celular para trabalho assim que acordam e 40% continuam no smartphone após o expediente. O relatório aponta ainda que um em cada três entrevistados utiliza o aparelho para fins profissionais no fim de semana.

Separação de perfis pode ajudar usuários a evitar erros

A pesquisa do Google também avalia que perfis separados entre o trabalho e a vida pessoal podem ajudar os usuários a serem mais produtivos, evitando envio de e-mails de contas erradas e outros problemas potenciais. A separação também ajudaria usuários a se desconectar ao separar notificações de chats, chamadas e emails destinadas especificamente para o meio profissional.

Por fim, outro ponto positivo da separação é que os usuários se tornam mais conscientes do uso das ferramentas e dados coletados. 63% dos funcionários que possuem perfis de trabalho sabem que dados de apps de trabalho são visíveis para as equipes de TI, enquanto apenas 39% dos não usuários tem este conhecimento.

Via 9to5Google

Imagem: Kerkez/iStock

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos