Mercado fechará em 1 h

Pesquisa encontra falhas no reconhecimento facial de 42 modelos de smartphones

Felipe Demartini
Aparelhos de marcas como Lenovo, Huawei, Asus, Nokia, Sony e Samsung aparecem na lista de dispositivos que puderam ser desbloqueados com uma simples foto do usuário. Das testadas, Apple foi a única a ter 100% de aprovação

Um estudo conduzido pela Associação de Consumidores da Holanda descobriu falhas graves nos sistemas de reconhecimento facial de 42 smartphones disponíveis atualmente no mercado. Os testes usaram fotos dos donos originais dos aparelhos, impressas em alta qualidade, com dispositivos de marcas como Lenovo, Huawei, Asus, Nokia, Sony e Samsung sendo reprovados.

110 aparelhos foram testados no total, com a instituição, que protege os direitos dos consumidores no país europeu, experimentando com fotos coloridas e também em preto e branco. Uma das conclusões mais estranhas é que variantes regionais ou versões com diferenças de especificações, por exemplo, podem apresentar problemas de segurança ou não dentro de um mesmo modelo de aparelho.

É o caso, por exemplo, do Moto G6 Play, que foi reprovado nos testes, enquanto as edições convencionais do dispositivo e também a versão Plus foram aprovadas. Em teoria, todas utilizam a mesma tecnologia biométrica e isso não deveria acontecer. Outra constatação é que, na maioria dos casos, modelos mais recentes se saíram melhor do que os antigos, com os Galaxy A7 e A8, por exemplo, sendo reprovados, enquanto o A9 não foi enganado pelas fotos impressas.

Dispositivos de versão nacional também aparecem em ambas as listas. O caso citado como os Moto G6 Play em relação a seus irmãos maiores, por exemplo, aconteceu com as edições brasileiras dos aparelhos, enquanto os smartphones Galaxy J8, da Samsung, e Moto E5, estão entre os reprovados nos testes;

De maneira geral, entretanto, a Apple foi a única empresa a ser aprovada em todos os dispositivos testados, com os iPhone XR, XS e XS Max impedindo o desbloqueio por meio das imagens. Da mesma forma, três marcas foram reprovadas na integralidade dos testes, com o Nokia 3.1, o Xiaomi Mi A2 e variantes, bem como o BlackBerry Key2 se provando inseguros.

Em alguns casos, a associação de consumidores encontrou configurações adicionais de segurança que intensificaram a verificação e livraram seis smartphones (os modelos Honor 7ª e todas as versões do G7, V35 e V40 da LG) da lista de reprovados. Em outros casos, bugs também poderiam acontecer, como no caso do OnePlus 6, que se provou mais fácil de ser desbloqueado pela imagem logo na sequência de uma verificação bem-sucedida feita pelo próprio usuário, em pessoa.

Por outro lado, a pesquisa pondera que a maioria das fabricantes informa aos clientes que o reconhecimento facial não é a alternativa mais segura, com dados sensíveis tendo de ser protegidos de outra maneira. Ainda assim, o panorama é positivo, apesar da presença de dispositivos de grande popularidade na lista, pois versões mais recentes se provaram melhores, o que mostra que a tecnologia está evoluindo.

Confira a lista completa divulgada pelo órgão:

Aprovados

Reprovados


Fonte: Canaltech