Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,33
    +0,25 (+0,34%)
     
  • OURO

    1.774,50
    -8,90 (-0,50%)
     
  • BTC-USD

    34.861,96
    +1.806,02 (+5,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    838,80
    +52,18 (+6,63%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    28.875,23
    +0,34 (+0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.356,75
    +93,75 (+0,66%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8590
    -0,0695 (-1,17%)
     

Pesquisa aponta que política antirrastreamento do iOS 14.5 é sucesso absoluto

·2 minuto de leitura

Privacidade parece ser uma grande prioridade para a base de usuários do iPhone. Desde que o iOS 14.5 foi liberado para o público junto da nova política de transparência da plataforma, a App Tracking Transparency (ATT), apenas 12% das pessoas autorizaram a coleta de dados por aplicativos para direcionar propagandas.

Segundo números apresentados pela empresa de análise Flurry Analytics, o ATT foi abraçado pela imensa maioria dos consumidores. A política de privacidade aplica camadas em toda a experiência com aplicativos no iPhone, indo desde a disposição clara de informações na App Store até a solicitação de permissão para coletar dados de rastreamento.

Parcela de usuários que autoriza a coleta aumentou somente um ponto percentual desde o lançamento (Imagem: Reprodução/Flurry Anaytics)
Parcela de usuários que autoriza a coleta aumentou somente um ponto percentual desde o lançamento (Imagem: Reprodução/Flurry Anaytics)

Os resultados foram obtidos através dos próprios aplicativos da Flurry Analytics, que pertence à Verizon Media. A plataforma fornece insights para administradores de app através de sua ampla presença no mercado.

Só nos Estados Unidos, apenas 4% dos usuários continuam entregando seus dados. Já o modo restrito (quando apps não podem sequer pedir pelos dados), foi adotado por somente 3% dos usuários do iOS 14.5 no mundo — nos EUA, a taxa de opção por essa modalidade ficou em 3%.

Adesão do modo restrito no mundo todo (Imagem: Reprodução/Flurry Anaytics)
Adesão do modo restrito no mundo todo (Imagem: Reprodução/Flurry Anaytics)

O lançamento mais impactante para a indústria

Pelas palavras da Flurry Analytics, essa seria uma atualização histórica para a Apple, com fortes desdobramentos para toda a indústria. Tamanha adesão mostra que os usuários estão, sim, preocupados com o compartilhamento irrestrito de dados. Antes, sem controle sobre esse fator, não era possível manifestar descontentamento de uma forma clara, porém o ATT finalmente vira esse jogo.

A simples caixa de alerta sobre o recolhimento de dados pode iniciar uma enorme mudança no mercado de anúncios, antes tão dependente de informações precisas para otimizar resultados. O cenário preocupa especialmente as Big Techs (em especial, o Facebook), conhecidas por se aproveitarem do modelo de privacidade pouco restritivo.

A companhia de Mark Zuckerberg trocou farpas com a Apple por meses. Ambas se posicionaram como adversárias no quesito privacidade e, embora o Facebook tenha aceitado a derrota, ameaçou cobrar usuários que não permitissem o rastreio para propagandas.

O Google, por sua vez, interrompeu várias atualizações dos seus aplicativos no iOS desde novembro, quando parte do ATT começou a ser implementada na App Store. Apps da Gigante das Pesquisas ficaram sem novidades no iPhone por meses, até mesmo notificando usuários sobre updates que não existiam.

Se a expectativa estiver correta e o ATT realmente conquistou o público, a parcela de usuários que autoriza o fornecimento de dados tende a diminuir à medida que o iOS 14.5 se espalha. A Flurry Analytics continuará coletando essas informações para gerar conclusões e, logicamente, reportaremos tudo aqui no Canaltech.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos