Mercado fechará em 5 h 30 min
  • BOVESPA

    123.474,93
    +1.673,72 (+1,37%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.232,24
    +36,81 (+0,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,64
    +0,49 (+0,72%)
     
  • OURO

    1.806,90
    -7,60 (-0,42%)
     
  • BTC-USD

    38.365,01
    -735,01 (-1,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    963,24
    -12,65 (-1,30%)
     
  • S&P500

    4.416,94
    +14,28 (+0,32%)
     
  • DOW JONES

    34.944,55
    +151,88 (+0,44%)
     
  • FTSE

    7.111,82
    -12,04 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.125,00
    +51,50 (+0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0646
    -0,0537 (-0,88%)
     

Pesquisa aponta que maioria dos transtornos mentais aparece aos 14 anos

·2 minuto de leitura
Pesquisa aponta que maioria dos transtornos mentais aparece aos 14 anos
Pesquisa aponta que maioria dos transtornos mentais aparece aos 14 anos

Uma pesquisa liderada pelo Hospital Clínic de Barcelona, na Espanha, apontou que a adolescência é a fase onde a maioria dos transtornos mentais começa a surgir, principalmente próximo aos 14 anos, quando o cérebro começa a passar por mudanças decorrentes do amadurecimento.

O estudo foi publicado na revista Molecular Psychiatry e analisou outros 192 estudos, incluindo mais de 708 mil pacientes, a fim de entender em quais idades os transtornos mentais começam a surgir.

Ilustração do cérebro de um jovem
Pesquisa aponta que maioria dos transtornos mentais aparece aos 14 anos. Imagem: sutadimages/Shutterstock

Foi possível relatar que a ansiedade social surge aos 13 anos, enquanto a anorexia chega aos 17 e a depressão, aos 30. Os pesquisadores analisaram 17 transtornos mentais e todos eles foram diagnosticados antes dos pacientes chegarem a 35 anos.

O chefe do grupo de pesquisa do Institut d’Investigacions Biomèdiques August Pi i Sunyer (Idibaps), Joaquim Raduà, alertou para importância de otimizar a prevenção ao surgimento dos transtornos, para que se evite o aparecimento ou agravamento deles.

Segundo o jornal O Globo, diversos especialistas ainda afirmaram que é necessário repensar o sistema de saúde mental para passar a atender esses jovens adolescentes.

“Se pudéssemos detectar a tempo qualquer alteração que alertasse sobre um possível transtorno mental, talvez pudéssemos corrigir e fazer o cérebro amadurecer de forma saudável, evitando o aparecimento do transtorno”, afirmou Raduà.

Leia também!

A psicóloga clínica e psicoterapeuta, Neus García, apontou ainda que os primeiros anos de vida de qualquer pessoa são essenciais para reduzir os riscos do desenvolvimento de transtornos mentais.

O diretor da Fundação Eulália Torras de Beà, de apoio psicológico a jovens, Lluís Diaz, ressaltou que investir na “primeira infância” é importante para salvar indivíduos e famílias de sofrimento, além de ser fator dominante na construção de uma sociedade mais tolerante, o que influencia na qualidade de vida de toda a população.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos