Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.927,79
    +1.397,79 (+1,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.744,92
    -185,48 (-0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,27
    +0,45 (+0,54%)
     
  • OURO

    1.817,30
    +0,80 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    43.007,51
    -284,20 (-0,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.037,76
    +12,03 (+1,17%)
     
  • S&P500

    4.662,85
    +3,82 (+0,08%)
     
  • DOW JONES

    35.911,81
    -201,79 (-0,56%)
     
  • FTSE

    7.542,95
    -20,90 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    24.383,32
    -46,48 (-0,19%)
     
  • NIKKEI

    28.124,28
    -364,82 (-1,28%)
     
  • NASDAQ

    15.616,75
    +21,00 (+0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3174
    -0,0154 (-0,24%)
     

Pesquisa: Amazônia gera 8% das emissões globais de metano, potente gás causador do efeito estufa

·1 min de leitura

A alusão ao CO2 como o principal gás causador do efeito estufa já se banalizou, mas outra molécula, o metano, gera sérias preocupações na comunidade científica. Uma pesquisa inédita sobre as emissões de CH4 pela Amazônia no Brasil acaba de ser publicada na revista científica Communications, Earth & Environment por uma equipe do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), detalhando de que maneira o bioma responde por 8% das emissões globais do gás.

Atrás do dióxido de carbono, o metano é o segundo principal causador do efeito estufa. Ele está menos presente do que o CO2 na atmosfera, mas é capaz de absorver muito mais calor do que o seu colega famoso. “Ele aquece 28 vezes mais do que uma molécula de CO2, o que gera uma importância significativa dele para o efeito estufa, que leva ao aquecimento do planeta”, afirma a autora principal do estudo Luana Basso, em entrevista à RFI.

Na última Conferência do Clima da ONU (COP26), em Glasgow, pela primeira vez 105 países se comprometeram a reduzir em 30% as emissões deste gás até 2030, incluindo o Brasil. O país possui um inventário nacional de emissões causadas pela ação humana, em que a atividade agropecuária desponta como a maior fonte de geração de metano, devido à fermentação entérica do gado, durante a digestão. Já as emissões por causas naturais, ocasionadas em áreas inundáveis de regiões imensas como a Amazônia, ainda não são catalogadas oficialmente.

Para ouvir a entrevista completa, clique no podcast acima da foto ou assista ao vídeo.


Leia mais

Leia também:
Entenda a COP26 em cinco destaques que marcaram a Conferência do Clima de Glasgow
COP26: mais de 80 países se comprometem a reduzir as emissões de metano em 30% até 2030
COP26: Por que o Brasil pode ser um dos maiores beneficiados com o mercado de carbono?

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos