Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.707,76
    +195,38 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.734,04
    -67,64 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,08
    -0,03 (-0,03%)
     
  • OURO

    1.778,30
    +1,60 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    23.456,65
    -479,11 (-2,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    557,41
    -15,41 (-2,69%)
     
  • S&P500

    4.274,04
    -31,16 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    33.980,32
    -171,69 (-0,50%)
     
  • FTSE

    7.515,75
    -20,31 (-0,27%)
     
  • HANG SENG

    19.831,44
    -91,01 (-0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.990,60
    -232,17 (-0,79%)
     
  • NASDAQ

    13.471,25
    -22,00 (-0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2651
    +0,0059 (+0,11%)
     

Peso informal e ações argentinas saltam após ministra da Economia prometer continuidade

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, ao lado da nova ministra da Economia da Argentina, Silvina Bataki, no Palácio Presidencial Casa Rosada, em Buenos Aires, Argentina, 4 de julho de 2022. REUTERS/Agustin Marcarian

Por Jorge Otaola

BUENOS AIRES (Reuters) - O peso argentino negociado no mercado informal subia mais de 1% nesta terça-feira, para 257 por dólar, segundo operadores, e recuperava terreno após cair na véspera, depois de a nova ministra da Economia da Argentina prometer responsabilidade fiscal e estabilidade.

Silvina Batakis tomou posse no fim da segunda-feira e rapidamente agiu para acalmar os mercados, que estavam preocupados com o risco de a saída abrupta do antecessor imediato de Batakis, Martin Guzmán, provocar uma mudança em direção a políticas econômicas populistas e de maiores gastos públicos.

A taxa de câmbio informal é vista como um reflexo do sentimento real de investidores acerca da moeda, uma vez que a taxa oficial é sujeita a rígidos controles de capital que empurram pessoas para mercados paralelos para obter dólares.

No mercado de ações, o índice S&P Merval subia 2,8%, depois de recuar na segunda-feira. Os títulos soberanos negociados no mercado de balcão --já fortemente desvalorizados e cotados em cerca de 20 a 25 centavos de dólar-- cediam em média 3%.

Operadores disseram que o banco central local interveio fortemente para apoiar o peso e os títulos. A taxa de câmbio oficial, mantida sob controle desde 2019, perdia 0,18%, para 126 por dólar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos