Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.704,96
    -658,14 (-0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.248,84
    -465,76 (-0,90%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,06
    +0,40 (+0,48%)
     
  • OURO

    1.800,60
    +1,80 (+0,10%)
     
  • BTC-USD

    60.670,15
    +1.799,86 (+3,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.491,73
    +72,36 (+5,10%)
     
  • S&P500

    4.596,42
    +44,74 (+0,98%)
     
  • DOW JONES

    35.730,48
    +239,79 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.249,47
    -3,80 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.670,00
    +82,75 (+0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5957
    +0,1710 (+2,66%)
     

Peru vai cremar corpo de fundador do Sendero Luminoso e espalhar cinzas em local não revelado

·1 minuto de leitura
Foto de Abimael Guzmán na prisão em 1992

Por Marcelo Rochabrun

LIMA (Reuters) - Autoridades peruanas anunciaram nesta quinta-feira que decidiram cremar o corpo de Abimael Guzmán, fundador do grupo rebelde Sendero Luminoso, que matou dezenas de milhares de pessoas no país entre 1980 e 1990, e espalhar suas cinzas em um local não revelado.

A cremação vai encerrar mais uma semana de controvérsias sobre o que será feito com os restos mortais de uma das figuras mais detestadas do Peru. Guzmán morreu na prisão no dia 11 de setembro aos 86 anos após uma infecção. Ele cumpria prisão perpétua por crime de terrorismo.

A viúva de Guzmán, Elena Iparraguirre, que também foi líder do Sendero Luminoso e também está presa, solicitou a cremação do corpo para manter as cinzas, afirmou um advogado à Reuters na semana passada.

O advogado, Sebastián Chávez Sifuentes, não respondeu imediatamente a um pedido por comentários.

As autoridades querem espalhar as cinzas de Guzmán para evitar que um eventual local de sepultamento se torne um ponto de reunião para seus apoiadores.

A cremação foi possibilitada por uma nova lei, aprovada no dia 16 de setembro, que permite que as autoridades peruanas façam a cremação e liquidem as cinzas de condenados por terrorismo.

(Reportagem de Marcelo Rochabrun)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos