Mercado fechará em 2 h 55 min
  • BOVESPA

    104.104,92
    -3.630,09 (-3,37%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.965,11
    -54,94 (-0,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,75
    +0,25 (+0,30%)
     
  • OURO

    1.787,90
    +6,00 (+0,34%)
     
  • BTC-USD

    60.692,66
    -2.461,86 (-3,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.444,55
    -58,49 (-3,89%)
     
  • S&P500

    4.533,77
    -16,01 (-0,35%)
     
  • DOW JONES

    35.599,98
    -3,10 (-0,01%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.315,25
    -163,50 (-1,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6505
    +0,0695 (+1,06%)
     

Peru aprova terceira dose contra Covid

·1 minuto de leitura
(Arquivo) Cidadãos idosos aguardam vacina contra a covid-19 em centro de vacinação no Peru (AFP/ERNESTO BENAVIDES)

O Peru aprovou nesta sexta-feira a aplicação da terceira dose de vacina contra a Covid-19 para profissionais da saúde e maiores de 65 anos, anunciou o Ministério da Saúde do país.

“Foi considerado conveniente aprovar a aplicação de uma dose de reforço nessas duas opções que administramos no país, Pfizer e AstraZeneca”, disse o ministro Hernando Cevallos à rádio RPP. “Há evidência internacional da eficácia dessa aplicação em outros países.”

Cevallos explicou que, no caso da vacina Sinopharm, apesar de a mesma ter dado bons resultados no Peru e de as taxas de mortalidade de profissionais da saúde e da população que recebeu essa vacina terem diminuído, ainda não há evidências da sua eficácia com a terceira dose.

O ministro destacou que o critério para a aplicação da dose de reforço em profissionais da saúde que atuam na linha de frente e adultos com mais de 65 anos dependerá da disponibilidade de vacinas no país.

O Peru estabeleceu a meta de vacinar 28 milhões de pessoas com mais de 12 anos. Desde o início da campanha de vacinação, em fevereiro, 10,9 milhões delas (39%) foram imunizadas com as duas doses.

Com 33 milhões de habitantes, o país acumula mais de 199.300 mortes por Covid e ultrapassa 2,1 milhões de infectados desde o início da pandemia.

cm/gm/

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos