Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.512,38
    +480,41 (+0,43%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.801,68
    +163,32 (+0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,13
    -2,28 (-2,55%)
     
  • OURO

    1.790,40
    -7,70 (-0,43%)
     
  • BTC-USD

    23.921,62
    -185,45 (-0,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    569,15
    -2,76 (-0,48%)
     
  • S&P500

    4.305,20
    +8,06 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.152,01
    +239,57 (+0,71%)
     
  • FTSE

    7.536,06
    +26,91 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    19.830,52
    -210,34 (-1,05%)
     
  • NIKKEI

    28.868,91
    -2,87 (-0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.663,50
    -17,75 (-0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2321
    +0,0536 (+1,04%)
     

Perseverance busca locais de pouso para a missão que trará amostras de Marte

O rover Perseverance, da NASA, está fazendo uma jornada dupla: enquanto continua sua campanha científica, coletando amostras no antigo delta de um rio na Cratera Jezero, ele também está procurando locais onde uma espaçonave possa pousar para trazer estas amostras de volta à Terra.

A missão Mars Sample Return (MSR) pretende recuperar e trazer à Terra amostras do solo Marciano para estudo intensivo em laboratórios na Terra em busca de sinais de vida microscópica passada no Planeta Vermelho. A parceria estratégica entre a NASA e a ESA (Agência Espacial Europeia) envolveria várias naves espaciais, incluindo um foguete lançado da superfície de Marte.

Para isso, é necessário determinar um local onde um veículo possa pousar, recuperar as amostras previamente coletadas pelo Perseverance e decolar da superfície de Marte rumo à órbita e, eventualmente, à Terra. A equipe de EDL (Entry, Descent and Landing, ou Entrada, Descida e Pouso) procura um local plano com um raio de 60 metros, que apelidou de "pista de pouso".

“A equipe da Perseverance está fazendo todo o possível para nós, porque a Mars Sample Return tem necessidades únicas quando se trata de onde operamos”, disse o gerente do programa MSR Richard Cook, do Jet Propulsion Laboratory da NASA no sul da Califórnia.

Ilustração dos diversos estágios da missão Mars Sample Return. (Imagem: NASA/JPL)
Ilustração dos diversos estágios da missão Mars Sample Return. (Imagem: NASA/JPL)

“Essencialmente, um local de pouso monótono é bom. Quanto mais desinteressante a paisagem, mais gostamos, porque, embora haja muitas coisas que precisam ser feitas quando chegamos para pegar as amostras, passear não é uma delas.”

Escolher uma área que não tenha rochas grandes (especialmente aquelas com mais de 19 centímetros de diâmetro), dunas de areia e terreno inclinado ajudaria muito a facilitar o caminho para que um veículo recolha os tubos com amostras e os leve de volta ao veículo de pouso e módulo de ascensão, que os enviará ao espaço.

“Estávamos de olho nesses locais desde antes do pouso do Perseverance, mas há um limite no quanto as imagens da órbita podem nos dizer”, disse Al Chen, gerente de engenharia e integração de sistemas de retorno de amostras de Marte no JPL.

“Agora temos algumas fotos de perto da pista de pouso que indicam que estávamos certos. A pista de pouso provavelmente fará parte da nossa lista de possíveis sites de pouso e armazenamento de amostras para a MSR.”

A primeira etapa do MSR já está em andamento: Perseverance já extraiu, coletou e selou nove amostras de rocha de Marte até o momento. A nona, coletada em 6 de julho, é a primeira do antigo delta do rio da Cratera Jezero.

O plano é que o Perseverance deposite tubos de amostra em locais específicos da superfície de Marte para aguardar a recuperação posterior durante as operações da missão MSR.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos