Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.794,28
    -1.268,26 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.192,33
    +377,16 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,65
    +0,04 (+0,06%)
     
  • OURO

    1.753,40
    -3,30 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    47.681,00
    -433,40 (-0,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.209,85
    -23,43 (-1,90%)
     
  • S&P500

    4.473,75
    -6,95 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    34.751,32
    -63,07 (-0,18%)
     
  • FTSE

    7.027,48
    +10,99 (+0,16%)
     
  • HANG SENG

    24.667,85
    -365,36 (-1,46%)
     
  • NIKKEI

    30.323,34
    -188,37 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    15.506,00
    -11,75 (-0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2012
    +0,0052 (+0,08%)
     

Pernambuco quer usar blockchain em passaporte de vacinação

·2 minuto de leitura
Bitcoin e vacina contra Covid-19 blockchain
Bitcoin e vacina contra Covid-19 blockchain

O Governo do Estado de Pernambuco anunciou que pretende construir um sistema com a tecnologia blockchain em um passaporte de vacinação contra Covid-19.

O programa foi anunciado nesta segunda-feira (23) e se chama “Selo Passe Seguro PE”. A intenção é criar uma base de dados acessível para pessoas que podem registrar dados da Covid-19 com segurança no ambiente.

“Convidamos empresas e startups de tecnologia a desenvolverem ferramentas que, de forma rápida e segura, verifiquem as informações sobre o esquema vacinal e testes de RT-PCR negativos.”

Assim, a retomada das atividades no estado passaria a ser melhor gerida, na visão do governo, com segurança. Empresas interessadas em criar essa solução para o estado devem participar de um processo.

Estado de Pernambuco quer criar sistema com blockchain para retomada das atividades com segurança

De acordo com dados do G1, mais de 2 milhões de pessoas já tomaram a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em Pernambuco, estado do Nordeste do Brasil.

Com uma população estimada em 9 milhões de pessoas, o estado já prepara para voltar as suas atividades, buscando manter o controle da doença e levando segurança para sua população.

Assim, nesta segunda o governo do estado de Pernambuco anunciou a intenção de criar um sistema com a tecnologia blockchain para criação do “Passe Seguro PE“.

Devendo ser um sistema que funciona em iOS, Android e desktop, nos idiomas português, inglês e espanhol, é desejável que a “transação e autenticação de laudos e certificados seja feita via blockchain”.

“O Selo Passe Seguro PE é mais uma iniciativa do Governo do Estado no combate à Covid-19. Com ele, os pernambucanos vão poder ter acesso, com mais agilidade, a eventos, como shows, por exemplo. Para isso, convidamos empresas e startups de tecnologia a desenvolverem ferramentas que, de forma rápida e segura, verifiquem as informações sobre o esquema vacinal e testes de RT-PCR negativos.”

Para participar, as empresas deverão ter registro no CADFOR, cumprir com a LGPD, garantir o funcionamento do sistema online e offline, entre outras especificações.

No Brasil, a blockchain já é reconhecida pelo Governo Federal como uma tecnologia de confiança de dados, legalizada por um decreto em maio de 2020.

Assim, a intenção do governo de Pernambuco é disponibilizar uma aplicação que armazene os dados com segurança, sem a possibilidade de alteração dos registros, visto que a imutabilidade é uma característica dessa tecnologia.

Em julho de 2020, alguns brasileiros utilizaram a inteligência artificial e blockchain em um evento, ganhando prêmio ao criar uma solução inovadora e julgada até pelo criador do Ethereum, Vitalik Buterin.

No caso de Pernambuco, qual blockchain deverá ser utilizada não está especificada no edital de participação da nova ferramenta.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos