Mercado abrirá em 2 h 46 min
  • BOVESPA

    107.249,04
    -1.819,51 (-1,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.078,70
    +352,74 (+0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,04 (+0,06%)
     
  • OURO

    1.802,80
    +1,30 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    17.215,04
    +379,95 (+2,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    405,90
    +11,22 (+2,84%)
     
  • S&P500

    3.963,51
    +29,59 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    33.781,48
    +183,56 (+0,55%)
     
  • FTSE

    7.473,72
    +1,55 (+0,02%)
     
  • HANG SENG

    19.900,87
    +450,64 (+2,32%)
     
  • NIKKEI

    27.901,01
    +326,58 (+1,18%)
     
  • NASDAQ

    11.692,25
    +46,75 (+0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5314
    +0,0308 (+0,56%)
     

Perfis de golpes já somam 500 mil seguidores nas redes sociais

  • Golpes prometem retorno de até 15 vezes o valor investido

  • Vítima pode ter seus dados roubados e se roubada novamente

  • Esse tipo de golpe não é o primeiro a surgir desde a implementação do Pix

Segundo o laboratório de cibersegurança da PSafe (dfndr lab), há uma rede de perfis falsos aplicando golpes financeiros pelo país. Com mais de mil contas e 500 mil seguidores, os golpistas estão presentes no Twitter, Facebook, TikTok, Instagram e no Telegram.

Através destas páginas, os golpistas anunciam a venda de cartões clonados, de dados bancários, de transferências pix de contas roubadas e logins em serviços de assinaturas.

O golpe funciona da seguinte forma: o golpista anuncia a transferência de um valor ou serviço para a conta da vítima, mediante esta fazer um depósito em sua conta. A vítima é atraída com oportunidades de retorno de até 15 vezes maiores. Por exemplo, o golpista cobra 200 reais para transferir 2000 para a vítima.

Leia também:

"Apesar de não podermos afirmar que todos estes perfis falsos possuem ligação entre eles, identificamos que há muitos relacionados: mesmo nome, modificando apenas um número no final, imagens e mensagens parecidas, e há muitos links em sequência", explica o CEO da PSafe, Marco DeMello.

Muitas vezes a vítima acaba sendo prejudicada duas vezes, uma ao cair no golpe, a segunda ao fornecer dados sigilosos para os estelionatários, que podem se aproveitar para roubá-la novamente.

Esse não é o único golpe via pix que as pessoas precisam se atentar. Há também o golpe do falso agendamento, em que o estelionatário envia um comprovante para a vítima, dizendo que fez a transferência por engano, e pedindo a devolução. Sem se atentar que na verdade se trata do comprovante de agendamento, e não de transferência, a vítima acaba devolvendo ao golpista um dinheiro que nunca entrou em sua conta.

É muito importante estar atento a golpes como esses e outros, e se prevenir instalando um antivírus, nunca abrir links de desconhecidos e de amigos (que podem ter sido hackeados). Também sempre duvidar das informações que se vê online, especialmente quando são boas demais para ser verdade.