Mercado fechado

Pequenos mamíferos primitivos já eram capazes de planar no Jurássico

Imagem divulgada de um Maiopatagium divulgada com seu bebê em uma árvore

Pesquisadores descobriram na China dois fósseis de mamíferos pequenos que há 160 milhões de anos eram capazes de planar e de viver nas árvores, na época do domínio dos dinossauros, revelam dois estudos publicados nesta quarta-feira na revista científica Nature.

Estes mamíferos do Jurássico, extintos, podem ter sido os "primeiros a planar", disse Zhe-Xi Luo, professor de Biologia e Anatomia da Universidade de Chicago e autor de ambos os estudos. "De certa forma, são os primeiros mamíferos a ter asas", acrescentou.

Os dois fósseis, Maiopatagium furculiferum e Vilevolodon diplomylos, possuíam membranas de pele parecidas com asas, ligadas a longos membros inferiores e superiores.

Vários detalhes da sua anatomia, principalmente a altura dos ombros, devem ter dado a esses animais a agilidade necessária para poder planar de forma eficaz de árvore em árvore.

Os fósseis foram encontrados na Formação de Tiaojishan, ao nordeste de Pequim. Foram analisados por uma equipe internacional de cientistas da Universidade de Chicago e do Museu de História Natural de Pequim.

Um dos fósseis media cerca de 23 centímetros de comprimento e o outro, oito centímetros.

A capacidade de planar devia lhes permitir chegar a alimentos que não eram acessíveis aos animais puramente terrestres, ressaltaram os pesquisadores.

A descoberta, que se une às de outros fósseis descritos pela equipe de Zhe-Xi Luo nos últimos dez anos, mostra que os mamíferos primitivos se adaptaram aos diferentes entornos apesar da concorrência dos dinossauros.

"Isso significa que os dinossauros talvez não dominassem a paisagem do Mesozoico tanto quando poderíamos pensar", considerou Zhe-Xi Luo.

A era do Mesozoico se divide em três grandes períodos: o Triássico (de 251 a 200 milhões de anos atrás), o Jurássico (200 a 145 milhões de anos atrás) e o Cretáceo (145 a 65 milhões de anos atrás).