Mercado abrirá em 7 h 54 min

Pepsico permitirá funcionários escolherem hora e local de trabalho

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Agora, na Pepsico, vale trabalhar de onde quiser. (Foto: Getty Images)
Agora, na Pepsico, vale trabalhar de onde quiser. (Foto: Getty Images)

A Pepsico, fabricante de bebidas como Pepsi, Gatorade e Lipton, além dos salgadinhos Doritos, Ruffles e Cheetos, anunciou novidades que prometem flexibilizar muito o regime de trabalho de seus colaboradores. As informações são de reportagem da revista Exame.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A principal novidade, que passa a valer a partir deste mês de outubro, é que os funcionários administrativos poderão optar pelo seu próprio regime de horário, desde que ele seja entre as 5 da manhã e 10 da noite (pois fora desse horário a empresa precisa pagar adicional noturno).

Leia também

Além disso, o colaborador pode escolher seu local de trabalho, seja em outra cidade e até outro estado. Se quiser, ele pode também optar pelo bom e velho escritório, que segundo a empresa está sendo remodelado para se adaptar à nova realidade em tempos de pandemia.

“Quem quiser trabalhar da empresa, pode”, diz em entrevista à Exame Letícia Dias, diretora de remuneração e benefícios da Pepsico. “Não estamos impondo restrições. Também não pretendemos reduzir espaço físico. A ideia é dar uma outra função ao escritório.”

Segundo a empresa, a mudança foi acelerada pela pandemia, que levou o RH a repensar a forma como sua força de trabalho se organizaria. E até agora, os resultados demonstram uma colaboração mais intensa entre os times, e boa produtividade.

A Pepsico também anunciou uma melhoria nas licenças parentais, que são de seis meses, e permitirá um retorno gradual, em fases de meio período. Os funcionários também poderão tirar licença não remunerada de 12 meses para cuidar de familiares, com plano de saúde e seguro de vida, além de folga de cinco dias para recém-casados.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube