Mercado fechado

Pepsi sofre com boicote após doação de R$ 82 mil para Partido Republicano

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Pepsi entrou no fogo cruzado político por causa de uma doação para o Partido Republicano, de R$ 82 mil. (Kirby Lee-USA TODAY Sports) (USA TODAY Sports)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Pepsi entrou no fogo cruzado político por causa de uma doação para o Partido Republicano

  • Defensores do direito ao aborto estão soando o alarme de que a doação

  • Pessoas estão chamando para um boicote contra a companhia por causa do apoio

A PepsiCo está enfrentando outro boicote potencial sobre a política, desta vez por uma contribuição de US$ 15.000 (R$ 82 mil) para o Partido Republicano do Texas. Defensores do direito ao aborto estão soando o alarme de que a doação, datada de 5 de agosto de acordo com os registros da comissão de ética estadual, veio quase três meses depois que o governador do Texas, Greg Abbott, sancionou um projeto de lei que proíbe a maioria dos abortos no estado. A Pepsi diz que fez a doação em 2020, mas que a estatal só descontou o cheque no ano seguinte.

Leia mais

A doação foi divulgada pela primeira vez em um boletim de 24 de janeiro, chamado Popular Information, pelo jornalista Judd Legum. O boletim destacou contribuições feitas por empresas como AT&T, Walmart, Ford Motor e Zillow Group. O boletim anteriormente destacou os maiores doadores corporativos para legisladores que patrocinaram o SB 8, incluindo AT&T e CVS Health Corp.

Mas é a PepsiCo, fabricante de lanches e bebidas, que atraiu uma ira particular, especialmente depois que o escritor E. Jean Carroll anunciou o boletim no Twitter em dois tweets separados, chamando a doação de “OUTRO motivo para parar de beber Pepsi”. Outros usuários ressurgiram uma campanha da Pepsi destacando seu grupo de recursos de funcionários centrado nas mulheres, e a Popular Information lembrou uma campanha da Pepsi no Twitter em 1º de março de 2021, o primeiro dia do Mês da História da Mulher.

Um porta-voz da PepsiCo disse em comunicado que a empresa normalmente faz doações para apoiar vários partidos estaduais, democratas e republicanos, durante os anos da convenção presidencial, e que o cheque de US$ 15.000 (R$ 82 mil) que a empresa fez em 2020 não foi processado até agosto de 2021. A empresa acrescentou que não faz doações para nenhum partido político no Texas desde 2020.

Em abril de 2021, a Pepsi listou uma doação de US$ 15.000 para o Partido Republicano do Texas em seu relatório de contribuições políticas corporativas de 2020. As ações da empresa caíram 1%, para US$ 171,34 no final do pregão de terça-feira (25).

Pepsi entrou no fogo cruzado político por causa de uma doação para o Partido Republicano, de R$ 82 mil. (Kirby Lee-USA TODAY Sports)
Pepsi entrou no fogo cruzado político por causa de uma doação para o Partido Republicano, de R$ 82 mil. (Kirby Lee-USA TODAY Sports)

Contribuição foi a segunda maior para os republicanos

A contribuição da PepsiCo foi a segunda maior que o Partido Republicano do Texas informou ter recebido entre 31 de julho e 31 de dezembro do ano passado. Melanie D'Arrigo, candidata democrata a uma cadeira na Câmara dos EUA, no Twitter chamou as doações de prova de que "as corporações não são pessoas e não são nossas amigas". “Infelizmente isso acontece em ambos os lados do corredor”, disse D'Arrigo em entrevista. “Acho que estamos realmente começando a ver uma divisão entre políticos que são comprados e pagos por corporações e políticos que lutam pelo povo e vêm das bases”.

Entre 31 de julho e 31 de dezembro, a PepsiCo também doou US$ 10.000 (R$ 54 mil) para o Texas Black Legislative Caucus, US$ 25.000 (R$ 136 mil) para o Mexican American Legislative Caucus e US$ 1.250 (R$ 6900) para Annie's List, um comitê de ação política dedicado a eleger mulheres progressistas.

A PepsiCo registrou US$ 77 bilhões (R$ 419 bilhões) em vendas no ano que terminou em setembro. A hashtag #BoycottPepsi, bem como os apelos para boicotar as marcas que produz, ocorrem apenas algumas semanas antes de a empresa ir ao ar seu show anual do intervalo durante o Super Bowl.

Esta é a segunda vez em seis anos que a Pepsi foi pega no fogo cruzado político. Em dezembro de 2016, apoiadores de Donald Trump ameaçaram boicotar a PepsiCo por causa de comentários fabricados atribuídos a Indra Nooyi, a diretora executiva na época.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos