Mercado abrirá em 3 h 43 min
  • BOVESPA

    107.937,11
    -1.004,57 (-0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.890,59
    -708,79 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,53
    +0,22 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.841,00
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    36.283,06
    +1.263,40 (+3,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    822,36
    +11,76 (+1,45%)
     
  • S&P500

    4.410,13
    +12,19 (+0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.364,50
    +99,13 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.350,15
    +53,00 (+0,73%)
     
  • HANG SENG

    24.213,07
    -443,39 (-1,80%)
     
  • NIKKEI

    27.131,34
    -457,03 (-1,66%)
     
  • NASDAQ

    14.209,75
    -291,25 (-2,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2156
    -0,0131 (-0,21%)
     

Pensando em entrar em forma? Professor de educação física lidera grupo gratuito de ginástica em praça de São Gonçalo

·1 min de leitura

Todas as segundas-feiras e sábados pela manhã, a Praça do Rocha, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, ganha um novo vigor. Logo por volta das 7h pessoas de todas as idades chegam e se reúnem. Meia hora depois, pontualmente, o som começa a ecoar, e o suor a escorrer. É a aula de ginástica na praça, um projeto do professor de educação física Marlon Jones, que ganha ainda mais destaque neste tempo de melhora dos números da pandemia de Covid-19. Tudo de graça.

A ginástica ao ar livre já acontece há alguns anos, mas as questões da pandemia foram um desafio e tanto. Seja pela pausa forçada no projeto, seja pela retomada, com muitos alunos desacostumados das atividades físicas.

— Não é fácil, mas é muito gratificante. Eu tenho aluna aqui que não estava nem saindo de casa, por conta de depressão, e que hoje está muito melhor. Tenho aluno com necessidades especiais que estão apresentando melhora global no estado de saúde. É muito bom — garante o professor Marlon, que não cobra nada pelas aulas: — É grátis. Às vezes ganho uma colaboração espontânea para ajudar com os custos, mas nada é cobrado.

Malon trabalha no local há mais de 10 anos. O programa começou através de uma ação da prefeitura local, que foi descontinuado há muitos anos. Mas o professor não quis abandonar os alunos e, assim, seguiram sozinhos em busca de melhor qualidade de vida.

O projeto está com inscrições abertas. Quem tiver interesse em participar, pode ir a um dos encontros e preencher a ficha com o professor, segundas ou sábados, às 7h30.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos