Mercado abrirá em 6 h 50 min
  • BOVESPA

    108.714,55
    +2.418,37 (+2,28%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.833,80
    -55,86 (-0,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,86
    +0,10 (+0,12%)
     
  • OURO

    1.804,80
    -2,00 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    62.596,57
    +609,68 (+0,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.503,76
    +1.261,08 (+519,65%)
     
  • S&P500

    4.566,48
    +21,58 (+0,47%)
     
  • DOW JONES

    35.741,15
    +64,13 (+0,18%)
     
  • FTSE

    7.222,82
    +18,27 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    26.028,94
    -103,09 (-0,39%)
     
  • NIKKEI

    29.109,64
    +509,23 (+1,78%)
     
  • NASDAQ

    15.574,50
    +78,75 (+0,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4312
    -0,0051 (-0,08%)
     

Pelo menos nove pessoas morrem afogadas em mares agitados na França

·1 minuto de leitura

Ao menos nove pessoas morreram afogadas nos mares mediterrâneos da França em razão das águas agitadas, segundo as autoridades. Ventos fortes foram responsáveis pela ressaca, causando ondas fortes. As vítimas nadavam em praias diferentes na costa sul do país.

Cinco pessoas na faixa dos 60 e 70 anos morreram em Hérault, duas com 58 e 71 anos, em Bouches-du-Rhône, e outras duas morreram em uma praia em Leucate, Aude.

Segundo os serviços de emergência em Hérault, os socorristas tentaram salvar 12 pessoas que se afogaram nas praias de Agde, La Grande-Motte, Marseillan, Serignan e Vias, mas apenas sete foram resgatadas. A região foi colocada em alerta para trovoadas, chuvas e inundações. Autoridades também pediram que os franceses e turistas evitem nadar.

"Os mares agitados estão tornando as atividades aquáticas perigosas", publicou o perfil do serviço de emergência no Twitter, com um vídeo de ondas quebrando na costa.

Os dois nadadores que morreram em Cassis e La Ciotat, na área de Bouches-du-Rhône, se afogaram depois de serem arrastados para o mar, de acordo com a mídia local. Oficiais de resgate acreditam que a temperatura quente da água motivou as pessoas a nadarem embora as condições não fossem ideiais.

- As pessoas não entendem completamente como os mares agitados podem ser perigosos - disse o chefe dos bombeiros local Aurélien Manenc à emissora TF1. - Na água é quente, você acha que vai se divertir, mas rapidamente é puxado para o mar aberto e para o fundo e se cansa de tentar voltar. É isso que causa o afogamento - emendou.

Poiciais em Hérault evacuaram as praias sem salva-vidas. A tendência é que manter esses profissionais na região até meados de outubro devido à temperaturas mais altas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos