Mercado fechará em 5 h 11 min

Pelo menos 5 luas de Urano são parecidas com Plutão e outros planetas anões

Daniele Cavalcante
·3 minutos de leitura

Urano, o sétimo planeta do Sistema Solar, mantém em sua órbita 27 satélites naturais conhecidos. E parece que cinco das maiores luas desse sistema são relativamente semelhantes aos planetas anões do Sistema Solar externo, como Plutão. De acordo com uma equipe de astrônomos germano-húngaros, esses mundos têm assinaturas de calor parecidas, e isso pode indicar que eles dividem algumas características em comum.

Estamos falando das luas Miranda, Ariel, Umbriel, Titania e Oberon, que foram visitadas pela sonda Voyager 2, da NASA, em janeiro de 1986. Hoje, temos mais tecnologias para investigar esses objetos, como o Observatório Espacial Herschel, que operou entre 2009 e 2013. O pesquisador Örs Detre conseguiu os arquivos de dados desse instrumento de infravermelho e descobriu que as luas uranianas retêm muito bem o calor solar.

A lua Ariel projeta sua sombra sobre o planeta Urano (Imagem: NASA/ESA/L. Sromovsky/H. Hammel/K. Rages)
A lua Ariel projeta sua sombra sobre o planeta Urano (Imagem: NASA/ESA/L. Sromovsky/H. Hammel/K. Rages)

Para isso, eles tiveram que separar todos os sinais emitidos por Urano, mantendo apenas os sinais de suas luas milhares de vezes mais fracos no infravermelho. Detre e seus colegas viram que os lados noturnos das cinco grandes luas esfriam de forma relativamente lenta, o que costuma acontecer em superfícies ásperas e geladas de objetos grandes e compactos.

Uma das curiosidades mais legais dessa pesquisa não está relacionada com a descoberta em si, mas ao método. É que eles puderam extrair um conjunto de dados difíceis de utilizar e que não eram originalmente destinados à ciência, como explicou a cientista planetária Meg Schwamb, que não esteve envolvida no estudo. Isso foi algo bem interessante e resultou em um estudo importante para a compreensão das lunas de Urano, que pode ser útil em futuras missões.

Os resultados, publicados em 14 de setembro na Astronomy & Astrophysics, serve também para confirmar ainda mais a compreensão atual de que planetas anões como Plutão, Eris e Haumea se formaram na mesma região do Sistema Solar que Urano. Schwamb explica que “localizações semelhantes no disco protoplanetário significariam condições semelhantes em termos de temperatura, composição do gás etc.”, e o resultado é que os objetos formados na mesma região acabam se tornando semelhantes.

Uma nova missão em Urano está sendo considerada pela NASA, mas ainda não há nada concreto. Seria útil, no entanto, enviar uma sonda para analisar de perto e ver como as novas descobertas estão relacionadas a outros mistérios sobre o sistema uraniano, como sua estranha inclinação orbital de 98 graus, por exemplo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: