Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.683,22
    +909,85 (+1,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Pelé, 81 anos: o 'Rei' veste pela primeira vez a camisa do Santos

·1 min de leitura


Os destinos de Pelé e do Santos se cruzaram em 1956. Com a perspicácia de quem foi atacante de clubes como Palmeiras, São Paulo e Flamengo e disputou a Copa do Mundo de 1934 com a Seleção Brasileira, o então técnico Waldemar de Britto chegou com o garoto à Vila Belmiro em 1956. De acordo com informações do site oficial do Peixe, Britto teria sido categórico sobre Pelé, que completa 81 anos neste sábado (23):

- Esse menino vai ser o melhor jogador de futebol do mundo.

A profecia não demorou a dar sinais de que poderia ser cumprida. Pelé fez sua estreia pela equipe profissional do Santos cerca de um mês após chegar da Baixada Santista, vindo de Bauru, onde vivia com sua família.

O primeiro jogo do garoto foi contra o Corinthians de Santo André, em 7 de setembro. Na goleada do Santos por 7 a 1, Pelé logo marcou seu primeiro gol pelo Peixe (o sexto da equipe santista).

Ainda com 15 anos, 10 meses e 15 dias, o jovem começava a bradar o quanto poderia ser fora de série. Já aos 16 anos, tornou-se titular do Santos e se consagrou como artilheiro do Campeonato Paulista, o mais jovem no posto até hoje.

Com os 36 gols marcados, se projetou nacionalmente. No Santos, Pelé recebeu a coroa de "Rei do Futebol" e escreveu uma história repleta de glórias entre 1956 e 1974. Na Vila, conquistou dez títulos estaduais, outros seis campeonatos nacionais (contando Taça Brasil e Torneio Roberto Gomes Pedrosa), além de duas Copas Libertadores e dois Mundiais Interclubes, em 1962 e 1963.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos